28/09/2017 10h44

Relatório divulgado pela IBÁ mostra que 2017 teve aumentos significativos para a exportação de celulose papel.

Da Redação

A IBÁ (Industria Brasileira de Árvores) divulgou um balanço sobre os resultados referentes às exportações e à produção do setor de árvores plantadas entre janeiro e agosto de 2017. Segundo o setor, a exportação de celulose cresceu 4,9%; os painéis de madeira deram um salto para 30,4% e a exportação de papel 0,6%.

Com isso, a produção de celulose e papel cresceram 3,6% e 0,4% respectivamente. Dentro do Brasil, a procura por painéis de madeira, por exemplo, voltou a crescer, atingindo 1% das vendas em relação ao mesmo período de 2016.

A 40ª edição do Cenários IBÁ, boletim mensal da indústria, detalhou os indicadores do setor e a receita resultantes das produções.

RECEITA DE EXPORTAÇÕES

Segundo a IBÁ, de janeiro a agosto deste ano, os ganhos com exportações chegaram a US$ 5,5 bilhões (+9,6%); das quais US$ 4,1 bilhões (+12,4%) referem-se às vendas externas de celulose, US$ 1,2 bilhão (-0,3%) às de papel e as US$ 191 milhões (+23,2%) às de painéis de madeira. Como resultado, a balança comercial do setor registrou um saldo positivo de US$ 4,85 bilhões (+11,4%, em relação a 2016).

DESTINO DAS EXPORTAÇÕES

Os países latino-americanos permanecem como os principais mercados dos segmentos de papel e de painéis de madeira, nos primeiros oito meses do ano, com receitas de exportações de US$ 806 milhões (+11,2%) e US$ 100 milhões (+20,5%), respectivamente. A China segue como principal destino da celulose produzida pelo Brasil com 40,2% de participação e representando uma receita de US$ 1,6 bilhão (+22,0%). O segundo maior destino da celulose é a Europa, que deteve neste período uma fatia de 31,5% das exportações, que corresponde a US$ 1,3 bilhão (+3,9%).

VOLUME DE EXPORTAÇÕES

O volume exportado de celulose registrou 8,9 milhões de toneladas (+4,9%), o segmento de papel comercializou 1,4 milhão de toneladas (+0,6%); e o de painéis de madeira totalizou 840 mil m³ (+30,4%), entre janeiro e agosto deste ano.

PRODÇÃO

A produção brasileira de celulose alcançou as 12,7 milhões de toneladas (+3,6%) e a de papel superou a marca de 6,9 milhões de toneladas (+0,4%).

VENDAS DOMÉSTICAS

De janeiro a agosto de 2017, as vendas domésticas de papel atingiram 3,5 milhões de toneladas (-0,8%); enquanto o segmento de painéis de madeira registrou 4,2 milhões de m³ comercializados internamente (+1,0%).

Relatório divulgado pela IBÁ mostra que 2017 teve aumentos significativos para a exportação de celulose papel.(FOTO: Amanda Oliveira / GOVBA / Fotos Públicas)

Comentários