10/09/2018 08h34

Nem todos os prefeitos estão fazendo campanha para os candidatos de seus partidos

Redação

As coligações partidárias não asseguram os apoios dos prefeitos de Mato Grosso do Sul, para os candidatos ao Governo do Estado. A reportagem do Correio do Estado conversou com 65 prefeitos dos 79 municípios e o governador Reinaldo Azambuja (PSDB), candidato à reeleição, continua com o maior número de apoio.

A relação dos apoios foi realizada em abril e agosto deste ano. No mês passado, Reinaldo Azambuja tinha aliança com 51 gestores. Hoje, conta com ajuda de 52. Junior Mochi (MDB) tem suporte de 11 prefeitos. O juiz Odilon de Oliveira (PDT) não tem apoio de nenhum chefe do execetivo municipal. O administrador Marcílio Alvaro Benedito (PDT) de Novo Horizonte do Sul ainda não definiu.

Os partido tucano tem 36 prefeitos no Estado. Todos eles confirmam apoiar Azambuja. Apenas o administrador de Anastácio, Nildo Alves, não atendeu às ligações, assim como na primeira e segunda reportagem publicada pelo Correio do Estado no dia 6 de abril.

O MDB tem 17 prefeitos filiados ao partido. A reportagem conseguiu conversar com nove. Destes, dois apoiam Azambuja, mesmo sendo de partido adversário: Miranda e Anaurilândia. A prefeita de Miranda, Marlene Bossay (MDB), fez uma postagem na rede social Facebook, declarando seu apoio ao atual governador e explicando os motivos.

“Desde que assumimos a prefeitura (em 2016), o governador tem sido um parceiro importante e temos a certeza que muito mais virá por aí. Selamos um compromisso que trará ainda mais benefícios para nossa cidade, com ações e obras que farão a diferença”, disse.

(*) Correio do Estado

Comentários