01/04/2016 11h12 – Atualizado em 01/04/2016 11h12

As aulas do Proerd (Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência) tiveram início, no último dia 28, em 14 escolas de Paranaíba.

Assessoria

As aulas do Proerd (Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência) tiveram início, no último dia 28, em 14 escolas de Paranaíba. A estimativa é atender 600 crianças entre nove e 11 anos, com orientações sobre o perigo das drogas e da violência.

Na aula inaugural, realizada na Escola Municipal Liduvina Motta Camargo, além do instrutor Cabo Machado, estiveram presentes o aspirante a oficial Wellington Luiz, o Tenente Ronaldo Lopes da Silva e autoridades locais.

O prefeito, na ocasião, discorreu a respeito da relevância do projeto.

O Proerd é desenvolvido nas escolas públicas e particulares por policiais militares treinados e preparados para desenvolver o lúdico, por meio de metodologia, especialmente voltada a crianças, adolescentes e adultos. O objetivo é transmitir uma mensagem de valorização à vida e a importância de manter-se longe das drogas e da violência.

O programa é pedagogicamente estruturado em lições, ministradas obrigatoriamente por um policial militar fardado que além da sua presença física em sala de aula como educador social, propicia um forte elo na comunidade escolar em que atua, fortalecendo o trinômio: Polícia Militar, Escola e Família.
São oferecidas, no programa, uma variedade de atividades interativas com a participação de grupos em aprendizado cooperativo; atividades que foram projetadas para estimular os estudantes a resolverem os principais problemas na fase em que se encontram vivendo.

Com a finalização do curso, as crianças recebem o certificado Proerd, ocasião que prestam o compromisso de manterem-se afastados e longe das drogas e da violência.

(*) Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Paranaíba

A estimativa é atender 600 crianças entre nove e 11 anos, com orientações sobre o perigo das drogas e da violência. (Foto: Assessoria)

Comentários