11/01/2013 11h20 – Atualizado em 11/01/2013 11h20

Reeducandas do Estabelecimento Penal Feminino de Três Lagoas recebem curso de capacitação industrial

As turmas são divididas em duas com vinte alunas em cada, que serão qualificadas para trabalhar com máquinas dos tipos: reta, interlook, overlook e galoneira

Cristiane Vieira

As reeducandas do Estabelecimento Penal Feminino de Três Lagoas estão participando de um curso de capacitação em costura industrial, que é ministrado pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai).

As turmas são divididas em duas com vinte alunas em cada, que serão qualificadas para trabalhar com máquinas dos tipos: reta, interlook, overlook e galoneira. O curso duração de três meses e as reeducandas receberão certificados após o término. Além disso, o período de capacitação possibilitará remição de pena para as internas.

De acordo com a diretora do estabelecimento penal, Marcela Dias Maio, a intenção é ocupar a mão de obra dessas internas para trabalharem em uma empresa de confecção de jeans, cuja oficina será instalada no presídio. A parceria está em fase de assinatura de contrato, e prevê pagamento de 3/4 do salário mínimo. Inicialmente, oito custodiadas trabalharão no local.

JOVEM APRENDIZ

Para as quarenta internas com idade entre 18 e 29 anos no início do próximo mês está previsto um curso de capacitação para as áreas de operador de caixa, auxiliar administrativo e office-boy/girl, que serão ministrados pelo instituto Delta. A ação faz parte do Projeto Jovem Aprendiz.

Conforme as regras do projeto, cada reeducanda participante receberá uma bolsa de incentivo mensal no valor de R$ 100,00, além de certificação.

(*)Com informações do Notícias MS

Internas participando do curso de costura industrial. Foto: Divulgação/Agepen

Comentários