20/06/2015 12h00 – Atualizado em 20/06/2015 12h00

Inverno começou oficialmente no domingo às 12h em Mato Grosso do Sul

Período considerado por ter temperaturas baixas, pouca chuva, nevoeiros, neblinas e dias mais curtos e noites mais longas que nas demais estações

Patrícia Miranda e assessoria

O inverno começou oficialmente no domingo (21), às 12 horas e 38 minutos, horário local do Mato Grosso do Sul. Terá a duração entre os meses de junho a setembro, onde as temperaturas são consideradas amenas.

Conforme dados do Cemtec (Centro de Monitoramento de Tempo, do Clima e dos Recursos Hídricos de MS), a estação destaca-se por ser a mais fria do ano e é marcada pelos baixos volumes de chuva no Estado. A maior inclinação dos raios solares, associada aos dias mais curtos e às noites mais longas que nas demais estações, contribuem para que as temperaturas, até meados de julho, sejam, em média, ainda bastante baixas. Mesmo no inverno, é comum ocorrer ondas de calor que, associadas aos períodos prolongados sem chuva, caracterizam os chamados veranicos.

O regime de chuvas fica basicamente controlado pelo avanço das frentes frias, vindas do sul do continente, e é mais frequente a invasão de massas polares, que provocam quedas bruscas nas temperaturas, assim como os menores valores absolutos do ano, por vezes, levando à formação de geadas. Entretanto, devido à presença de fenômeno “El Niño” haverá pouco ou nenhum episódio de geada em Mato Grosso do Sul.

INVERSÕES TÉRMICAS

Outro aspecto meteorológico que se observa durante o inverno, são as constantes inversões térmicas que causam nevoeiros e neblinas. Essas inversões, muitas vezes, permanecem durante o período da manhã principalmente. O nevoeiro consiste na existência de gotículas d’água que flutuam no ar e reduzem a visibilidade a menos de 1000 m.

Além da redução da visibilidade, outro fator importante é o alto índice da umidade relativa do ar, cujos valores alcançam até 100% no período da manhã. O contrário ocorre no período da tarde, quando o índice da umidade relativa do ar diminui consideravelmente, chegando a registrar valores menores de 30%. O ar seco e o vento calmo favorecem a formação da bruma – substâncias sólidas suspensas na atmosfera, tais como poeira e fumaça – poluindo o ar.

Nas entradas de frentes frias a ocorrência de nevoeiros é mais comum na região sul do Estado, por exemplo: Amambai, Ponta Porã, Itaquiraí, Ivinhema, Sete Quedas e Dourados.

DADOS HISTÓRICOS

Em Campo Grande as médias históricas (ou normais climatológicas) de chuvas para os meses de junho, julho, agosto e setembro, são, respectivamente: 37,7 mm, 41 mm, 31,4 mm e 73,9 mm. No arquivo anexo há médias históricas para outros municípios de MS. Constam abaixo os quadros com as temperaturas mínimas, máximas, umidade mínima, rajadas de vento e precipitações do INVERNO DE 2014.

TEMPERATURA MÍNIMA (°C)

Nos dois primeiros meses do inverno tivemos o fenômeno chamado FRIAGEM, ou seja, a massa de ar polar chega às cidades de latitudes baixas como Corumbá, Coxim e São Gabriel do Oeste.

JUNHO

Dia 3 Amambai e Rio Brilhante registraram a menor temperatura de 4,4°C. Na capital a temperatura mínima ficou 7,7°C, dia 30.

JULHO

Amambai registrou, no dia 25, a menor temperatura do mês 2,6°C. Devido o fenômeno chamado friagem, Corumbá, que é uma cidade com temperaturas elevadas, registrou apenas 11,1°C (dia 24). Na fazenda Nhumirim, onde fica a Embrapa Pantanal já houve registro de temperaturas muito baixas em anos anteriores, mas a Estação estava inoperante.

No dia 25 foi realmente o dia mais frio: a estação meteorológica de Costa Rica e Coxim registraram 11,3°C; Miranda muito frio, registro de 7,9°C; Porto Murtinho apenas 5,8°C. Dia 19 Três Lagoas registrou 10°C, muito frio. Na capital sul-mato-grossense, Campo Grande, 7,7°C.

AGOSTO

Dia 14 foi o dia mais frio com mínimas em diversas cidades. O menor registro foi em Rio Brilhante 5,9°C, Bela Vista 6,6°C e Juti 7,1°C. Em Campo Grande: 10,9°C, dia 26. SETEMBRO – Esse mês não foi tão frio como nos meses anteriores. Dia 22 a estação meteorológica de Rio Brilhante registrou 8,7°C. Amambai (9,4°C), Bela Vista (9,6°C) e Maracaju (8,9°C) também tiveram temperaturas menores que 10°C.

SETEMBRO

Esse mês não foi tão frio como nos meses anteriores. Dia 22 a estação meteorológica de Rio Brilhante registrou 8,7°C. Amambai (9,4°C), Bela Vista (9,6°C) e Maracaju (8,9°C) também tiveram temperaturas menores que 10°C.

(*) Assessoria do Cemtec (Centro de Monitoramento de Tempo, do Clima e dos Recursos Hídricos de MS)

O inverno no Brasil é característico entre os meses de junho a setembro. (Foto: Divulgação)

Comentários