21/03/2016 10h02 – Atualizado em 21/03/2016 10h02

“No Brasil é assim: quando um pobre rouba vai para cadeia; quando um rico rouba, vira ministro”. Luiz Inácio Lula da Silva – 1988.

OFUSCADA

A posse do ex-presidente da República no cargo de primeiro-ministro (Chefe da Casa Civil), Luiz Inácio Lula da Silva, ainda não pode ser comemorada pela militância petista.

PENETRA

O juiz federal Itagiba Catta Preta Neto, da 4ª Vara do Distrito Federal, suspendeu, por meio de uma decisão liminar, a posse do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na chefia da Casa Civil.

DECUPAGEM

As gravações liberadas pelo juiz Sérgio Moro, revelando a podridão existente nos porões da política, continuam fazendo estragos e causando indignação em todos os setores da sociedade.

DECUPAGEM I

De acordo com a transcrição das gravações, Lula ofendeu da forma grosseira o Supremo Tribunal Federal e o Superior Tribunal de Justiça, além de achincalhar o procurador-geral de justiça Rodrigo Janot.

REPÚDIO

O ministro Celso de Mello, decano do Supremo Tribunal Federal (STF), repudiou veementemente notícias publicadas na imprensa, as quais classificou de injustas e grosseiras, de que Suprema Corte estaria “acovardada” perante o cenário político e institucional do País.

GRAMPO

A afirmação a qual o ministro se refere foi feita pelo ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva em conversa telefônica interceptada por ordem judicial. O ministro afirmou que “ninguém, absolutamente ninguém, está acima da autoridade das leis e da Constituição de nosso País”.

GUARDIÃ

“Eu queria dizer que os constituintes de 1988 atribuíram a esta Suprema Corte a elevada missão de manter a supremacia da Constituição Federal e a manutenção do Estado democrático de direito. Eu tenho certeza de que os juízes dessa Casa não faltarão aos cidadãos brasileiros no cumprimento deste elevado múnus”. Vilmar Lewandowski, presidente do STF.

FORA DE FOCO

A convulsão política nacional fez tirar de cena as delações premiadas do senador Delcídio do Amaral, do ex-deputado federal Pedro Corrêa, e da esposa do marqueteiro João Santana, Mônica Santana.

POVO NA RUA

Desde que o nome de Lula foi anunciado para compor o secretariado da presidente Dilma Rousseff, as manifestações contrárias eclodiram praticamente em todo o país.

RESPALDANDO

O desempenho até o presente momento do juiz Sérgio Moro, do procurador Rodrigo Janot, da Polícia Federal, do Gaeco, tem o total apoio dos brasileiros que não suportam mais serem roubados.

E NÓS AQUI?!

A hecatombe política – como diria o advogado e jornalista Pierre Adri – fez tirar de cena as mais recentes mudanças, o troca-troca partidário ocorrido na Capital e no interior do Estado.

“Quando você acha que já viu de tudo, vem a política e te mostra que as coisas podem piorar ainda mais”. Pablo Gabriel Ribeiro Danielli.

Comentários