Altivo, hoje com 20 anos, criou a Copa Osmar Dutra em 2015

Como forma de criar um entretenimento aos colegas do bairro o então adolescente Altivo Alves de Oliveira Júnior imaginou, em 2015, a Copa Osmar Dutra de Futebol Society.

Divulgou entre os amigos, chamou o pessoal e, de repente, já havia 18 times inscritos para a disputa. Com a taxa simbólica de R$ 25 reais para adesão o jovem pagava a arbitragem e comprava os troféus, que eram oferecidos aos três primeiros colocados.

A coisa deu tão certo que a Copa Osmar Dutra já tem quatro edições realizadas. Agora com premiação em dinheiro, o torneio começa a se organizar melhor.

Aos 20 anos, Altivo continua à frente da Copa. E com mais responsabilidades. A Copa cresceu, o número de atletas também, e há a necessidade de se construir um vestiário e uma banheiro. “A vizinhança começou a reclamar das troca de uniforme em plena luz de dia a céu aberto”, conta Altivo, que pede ao Prefeito Guerreiro e ao Secretário de Esporte e Lazer que faça uma estrutura de vestiários, assim como foi feito no campo do Alto da Boa Vista. “Assim os jogadores poderão fazer suas trocas de roupas de um jeito mais reservado”, diz.

Altivo também realizou, no mês de dezembro, o Torneio Natal Solidário de Futsal no Ginásio com o objetivo de arrecadar brinquedos para as crianças. Doze equipes participaram e 200 brinquedos foram arrecadados para as crianças da região do bairro Osmar Dutra.

Equipes de outros bairros também já procuraram Altivo para tentar participar da Copa, mas ele afirma que não pode aceitar porque “precisa seguir o estatuto do campeonato”.

“Eu me sinto orgulhoso por poder concretizar mas uma vez este evento que já é tradição aqui na cidade”, diz. O sonho dele, agora, é um dia fazer parte do calendário esportivo do município. “Temos bom público, queima de fogos e muitos já nos ofereceram ajuda para patrocinar. Mas por enquanto mantemos somente com dinheiro arrecadado com as equipes do torneio”, diz.

Comentários