29/02/2012 10h29 – Atualizado em 29/02/2012 10h29

Motivo seria desentendimento por conta de uma ex-namorada. PM chegou no local quando o suspeito tentava abrir o portão da escola.

G1

Um funileiro de 19 anos foi preso por policiais militares quando tentava entrar armado em uma escola com a intenção de matar um adolescente, aluno do local. O caso aconteceu na noite de sexta-feira (24), escola estadual Jorge Amado, em Chapadão do Sul, a 325 km de Campo Grande.

Segundo a polícia, a irmã do adolescente foi quem informou à Polícia Militar que o jovem suspeito teria ido até a casa da família perguntar pelo garoto e teria dito a irmã que iria matá-lo. Como não encontrou o adolescente, o suspeito foi até a escola. A viatura da PM chegou no local quando o suspeito tentava abrir o portão de entrada, logo após descer de uma motocicleta.

Ainda segundo a polícia, quando o suspeito viu a viatura, subiu na moto e fugiu. Durante a perseguição, o suspeito ameaçou pegar a arma. Um dos policiais militares disparou dois tiros de advertência eo rapaz perdeu o controle da direção do veículo e caiu.

Ele foi atendido pelo Corpo de Bombeiros e levado para o hospital sob escolta. Após receber alta foi para a delegacia. Com ele foi apreendido um revólver calibre 38, carregado com 5 munições.

Em depoimento à Polícia Civil, o suspeito relatou que mataria o adolescente por conta de um desentendimento, em que o motivo seria uma ex-namorada. O jovem permanece preso em uma das celas provisórias da delegacia e foi indiciado por porte ilegal de arma.

Segundo a polícia, ele já tem passagens por lesão corporal, violência doméstica, omissão de socorro, direção perigosa, além de passagem por extorsão.

Comentários