29/03/2015 11h02 – Atualizado em 29/03/2015 11h02

A vítima teria sido baleada por conta de ciúmes do agressor, porque conversava com uma mulher, moradora do condomínio

Léo Lima

Um jovem de 25 anos foi vítima de tentativa de homicídio, na manhã de ontem (28), quando se encontrava em um dos apartamentos do conjunto habitacional Novo Oeste, em Três Lagoas.

A vítima estava no local, quando chegou um outro homem, com quem discutiu, e em seguida foi alvejada por um disparo que acertou seu pescoço.

O fato ocorreu por volta das 9h30 de sábado passado. Uma guarnição da Polícia Militar compareceu no local, após ser acionada por populares, assim como uma equipe do Corpo de Bombeiros e outra do SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), realizaram os primeiros socorros e encaminharam a vítima ao Hospital Auxiliadora.

O médico que atendeu o baleado disse que o projétil transfixou a vértebra e que a vítima estava consciente, porém o estado de saúde era instável. A perícia foi acionada e também os investigadores da Depac.

VERSÕES

Existem informações de que o atentado teria sido provocado por ciúmes do agressor, já que o pernambucano P.J.L. estaria conversando com a moradora do apartamento localizado no Residencial Pardal, Bloco J do condomínio.

No entanto, na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunicatário), para onde o caso foi encaminhado pela guarnição da Polícia Militar que primeiro atendeu a ocorrência, os policiais militares informaram, no relatório PM, que a mulher em questão declarou que a vítima chegou cedo em seu apartamento e fez uso de droga (supostamente cocaína).

Ainda conforme consta no boletim de ocorrência na Depac, G., a moradora do apartamento, contou que depois do consumo do entorpecente P.J. fez uma ligação via celular. Pouco tempo depois, um homem – o agressor, que G. disse não conhecer – também chegou no local e começou a discutir com a vítima, e disse para sair do apartamento, que fica no primeiro andar. Os dois, conforme a mulher, desceram as escadas e quando chegaram no solo o agressor sacou de uma arma e disparou contra P.J., acertando-o no pescoço.

O pernambucano caiu no chão e o agressor saiu correndo do condomínio, pegou uma motocicleta e se evadiu, tomando rumo ignorado. Diligências foram realizadas pela PM, mas o autor não foi encontrado até o momento.

Condomínio Novo Oeste, onde o atentado à bala aconteceu, na tarde de sábado (Foto: Arquivo)

Comentários