25.7 C
Três Lagoas
segunda-feira, 25 de outubro, 2021
InícioNotíciasEducaçãoJovens de Três Lagoas se formam no Programa Formare AIPI

Jovens de Três Lagoas se formam no Programa Formare AIPI

No início deste ano, 9 alunos receberam o certificado de Assistente de Assistente de Produção Industrial

Ontem (18), o Instituto AIPI, mantido pela International Paper, promoveu, de forma remota, a formatura da 6ª Turma do Formare da unidade de Três Lagoas. Este ano, 09 jovens concluíram o curso e conquistaram o certificado de Assistente de Assistente de Produção.

Em 2018, 212 profissionais da IP foram educadores voluntários, formando 50 alunos. Em Três Lagoas, o Formare certificou 10 jovens no curso de Assistente de Produção de Indústria de Papel. Atualmente, a empresa conta com vários ex-alunos contratados.

O objetivo da IP é formar jovens bem preparados para o mercado trabalho em todos os sentidos, como esses da foto da turma de 2018 (Foto: Assessoria)

Desenvolvido pela Fundação Iochpe, o Programa Formare foi implantado na International Paper em 2010 e hoje está presente nas unidades de Mogi Guaçu e Luiz Antônio, no estado de São Paulo, e Três Lagoas, no estado do Mato Grosso do Sul. 

“Acreditamos que o sucesso do nosso negócio está diretamente ligado ao talento e ao engajamento dos profissionais”, afirma Suzana Kaneco, gerente geral da fábrica de Três Lagoas da International Paper. De acordo com ela, a IP tem como compromisso identificar, preparar, promover e apoiar estes jovens, oferecendo benefícios, desafios, oportunidades e amplo reconhecimento. “Por isso, adotamos a formação interna como uma estratégia eficiente de desenvolvimento das pessoas e da organização. O Formare é um bom exemplo disso”, confirma a gerente.

Adriana Vasone Ferrazoli, da equipe de expansão e parcerias com empresas na Fundação Iochpe, participou do evento e deixou sua mensagem aos jovens formandos. “Tenho muito orgulho desse trabalho que é feito por muitas mãos e corações. Vocês agora fazem parte de um grupo de mais de 24 mil jovens que já se formaram neste projeto. Aproveitem a oportunidade e sonhem alto”.

Os educadores voluntários e os mentores, que são responsáveis pela formação dos alunos ao longo de dez meses do Formare, foram homenageados durante o evento virtual, pelo comprometimento e trabalho que realizam com os jovens durante o ano. “Hoje, somos mais de 200 voluntários na IP envolvidos em diversas causas. É uma honra ter essas pessoas em nossa equipe, que dedicam seu tempo para a formação de jovens com tanto potencial”, enfatizou Luciana Huneke, presidente do Instituto AIPI.

A executiva aproveitou o momento para agradecer o apoio das famílias. “Às famílias dos nossos formandos, não poderia deixar de agradecer pela parceria e por sempre incentivarem estes jovens a nunca desistirem. Vocês são peças fundamentais para que essa engrenagem funcione com perfeição e harmonia”.

Marcos Emanuel, orador da turma, falou sobre a oportunidade de cursar o Formare AIPI. “Esse curso abriu um leque de opções, não só para mim, mas para a maioria dos alunos, nos mostrando como é o funcionamento de uma empresa grande, as oportunidades e as possíveis áreas de atuação. Aprendemos sobre o processo produtivo do papel e conseguimos concluir o Formare com muita garra e orgulho de ter participado de um programa tão especial”.

Em seus 14 anos de existência, o Instituto AIPI investiu mais de R$ 13 milhões em projetos diversos, com mais de 320 mil pessoas impactadas em todo o Brasil. De acordo com Luciana, esses resultados mostram que, mesmo nas adversidades, quando nos unimos em torno de uma grande causa, tudo é possível. Esse é o papel do Instituto e da IP, transformar a realidade por meio da educação.

Sobre o Instituto AIPI

O Instituto AIPI é mantido pela International Paper do Brasil e tem como foco investir em projetos de transformação nas comunidades. Em 2020, o Instituto passou a atuar em uma única causa, a educação para cidadania, por meio de dois pilares: “despertar a cidadania”, oferecendo formas, conteúdos e capacitação para as escolas e centros de formação para que trabalhem temas que despertem a proatividade e a responsabilidade da cidadania nas pessoas; e “gerar transformação”, identificando, selecionando e capacitando pessoas com potencial para impulsionar seus projetos de transformação social nas comunidades em que a empresa atua.

O Instituto é responsável por projetos que impactam as comunidades e que estimulam cada vez mais a formação de cidadãos ativos, oferecendo a estrutura necessária para que uma boa intenção vire uma boa ação.

G&A Comunicação – Karen Coehen

Comentários
MATÉRIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Comentários
error: Este Conteúdo é protegido! O Perfil News reserva-se ao direito de proteger o seu conteúdo contra cópia e plágio.