19/01/2012 15h54 – Atualizado em 19/01/2012 15h54

Devido à falta de serviço em outras cidades, trabalhadores vendem frutas em Três Lagoas

Vendedores saem do estado do Paraná para conseguir vender as frutas em Três Lagoas

Rafael Furlan

Três Lagoas sempre foi considerada um lugar promissor para se trabalhar. Devido muitos estados estarem saturados de pessoas desempregadas, um grupo formado por quatro jovens se deslocaram do estado de Paraná, da cidade de Japurá, e vieram vender frutas aqui em Três Lagoas, para saírem do desemprego e conseguirem um dinheiro no final do mês. Com uma barraca montada na avenida Ranulfo Marques Leal, eles vendem em média R$ 200,00 diariamente de frutas como: goiaba, pêssego, ameixa, entre outras.

“Onde moramos não tem serviço e precisamos ganhar o nosso pão de cada dia. Uma semana ficamos em cada cidade. Trabalhamos para outra pessoa, vendemos em média R$ 200,00 por dia, mas ganhamos R$ 30,00. Aqui é uma cidade muito boa e que nos ajuda muito”, ressalta Alessandro Siqueira, vendedor.

Questionado sobre o valor pago nas frutas, eles afirmam que compram no estado do Paraná, pois em Mato Grosso do Sul é muito caro para revender. “No estado de São Paulo ainda é mais barato do que no Paraná. Quando vendemos todas as frutas, voltamos para nossa cidade para comprar mais”, finaliza o vendedor.

Alessandro Siqueira explica a dificuldade em encontrar trabalho no Paraná

Comentários