17.9 C
Três Lagoas
sábado, 25 de junho, 2022
InícioNotíciasJustiça determina retirada de filme de Gentili e Porchat com cena de...

Justiça determina retirada de filme de Gentili e Porchat com cena de masturbação de plataforma de streaming

Decisão foi motivada por uma cena que viralizou na qual o personagem pedófilo assedia sexualmente dois garotos

O Ministério da Justiça e Segurança Pública determinou que o filme “Como se tornar o pior aluno da escola”, com Danilo Gentili e Fabio Porchat, seja removido dos catálogos das plataformas de streaming no Brasil.

Lançado em 2017, o filme foi alvo de críticas no fim de semana e o ministro da Justiça, Anderson Torres, disse na noite de domingo que “tomaria providências”.

O não cumprimento da medida, tomada por meio da Secretaria Nacional do Consumidor, pode resultar em multa diária de R$ 50 mil, afirmou o ministro nesta terça-feira.

Especialistas afirmam, no entanto, que a medida se configura como um ato de censura, já que o Ministério da Justiça não possui a capacidade de impedir a circulação de uma obra.

Algumas personalidades ligadas ao governo Bolsonaro se manifestaram desde domingo, acusando o filme de pedofilia. Entre elas estão o secretário especial da Cultura, Mario Frias, o deputado estadual André Fernandes (Republicanos-CE), a deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP), o deputado federal Marco Feliciano (PL-SP) e o vereador de Niterói Douglas Gomes (PTC-RJ), que compartilhou o vídeo da cena polêmica.

Em MS, o deputado estadual Coronel David citou que tomaria medidas necessárias.

Comentários
MATÉRIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

error: Este Conteúdo é protegido! O Perfil News reserva-se ao direito de proteger o seu conteúdo contra cópia e plágio.