14/06/2019 19h42

Depois da decisão do STF, que autorizou a estatal a vender suas subsidiárias sem passar pelo Congresso, foi a vez da Justiça Federal do Rio retirar a ação e abrir caminho para Petrobrás retomar o processo de venda das unidades de fertilizantes

Gisele Berto

Em comunicado divulgado na noite de hoje, 14, a Petrobras informou que a 24ª Vara Federal do Rio de Janeiro revogou a decisão liminar que determinava a suspensão da venda de 100% de sua participação acionária na Araucária Nitrogenados S.A. (Ansa) e da Unidade de Fertilizantes Nitrogenados III (UFN-III).

Na prática, isso significa que a Petrobrás está liberada para continuar com o processo de venda das unidades subsidiárias, incluindo a de Três Lagoas.

Segundo a estatal, “a operação está alinhada à otimização do portfólio e à melhoria de alocação do capital da companhia, visando a geração de valor para os nossos acionistas”.

A decisão da Justiça Federal do RJ veio depois que o Supremo Tribunal Federal decidiu, no último dia 7, que a estatal não precisaria pedir aprovação do Congresso para vender suas subsidiárias.

O complexo industrial da UFN3 está com a obra parada desde dezembro de 2014, porém com a decisão do STF e a revogação da liminar da Justiça do Rio o cronograma pode ser restabelecido ainda neste ano (Foto: Ricardo Ojeda)

Comentários