Empresa investiu em maquinário e treinamento e, com a “nova linha”, conseguirá manter o emprego 900 colaboradores das unidades de Três Lagoas e Birigui

Com a interrupção das linhas de fabricação de calçados infantis, a Kidy Calçados, com fábricas em Três Lagoas e Birigui, passou a fabricar máscaras de proteção para hospitais.

A empresa, com plantas em Birigui e Três Lagoas, encontrou na fabricação do EPI uma forma de evitar a ociosidade das máquinas – e manter os empregos dos funcionários.

O empresário Ricardo Grácia disse que assim que a situação ficar controlada a Kidy voltará à linha normal de produção (Foto: Divulgação)

Segundo o Presidente da empresa, Ricardo Grácia, a meta é produzir cerca de 120 mil unidades de máscaras por dia.

A fábrica de Birigui já opera nessa nova linha, tão diferente dos calçados infantis que a marca está acostumada a fazer. Justamente por isso, a equipe teve de se adequar e se passar por treinamento para dar conta da nova função.

As máquinas de costura foram aproveitadas e a empresa precisou investir, apenas, em máquinas de esterilização e de controle de qualidade.

Hoje, toda a produção vendida as unidades hospitalares, das quais, o Hospital das Clínicas, em São Paulo. No entanto, uma parte das máscaras tem retorno social: 35 mil unidades foram doadas ao Fundo Social de Birigui e região, e outras milhares serão destinadas à Secretaria de Saúde de Três Lagoas.

“Tivemos que tirar licença e alvará para dar início à producão, e a cultura dos funcionários precisou passar por ajustes para se adequar à nova função”, contou Grácia ao Perfil News.

“Em 30 anos a empresa nunca precisou diversificar desse modo. Além de uma necessidade de mercado, essa é uma forma de continuar operando a fábrica, evitando demissões”, disse Grácia.

De Birigui a Três Lagoas

Depois de operar a linha de produção de máscaras em Birigui, a empresa levou os executivos e líderes da empresa de Três Lagoas para o interior paulista. Lá, eles aprenderam o processo e trouxeram a expertise para o Mato Grosso do Sul. A nova linha da Kidy começa a operar em Três Lagoas nesta semana.

De acordo com Grácia, assim que a situação ficar controlada a Kidy voltará à linha normal de produção mas, no momento, a fabricação de calçados está paralisada.

A intenção da empresa é abastecer o mercado nacional, já que essa atividade fabril está com muita demanda e há poucas empresas neste ramo no país.

Comentários