31/03/2015 13h46 – Atualizado em 31/03/2015 13h46

Habitat de múltiplas espécies da fauna e flora pantaneiras, sua beleza sobressai como agradável contraste, em meio ao acelerado processo de urbanização

Carlos Alberto e Ricardo Ojeda

Quem possui o saudável hábito de percorrer diariamente a Orla da Lagoa Maior, por meio de caminhadas matutinas ou vespertinas pela chamada Pista da Saúde, nem sempre se atem às incalculáveis riquezas de um patrimônio ambiental natural, que merece cuidados especiais de uma paisagem que se renova todos os dias e deixa extasiado os seus admiradores.

A Lagoa Maior, além do amplo espaço que oferece para a prática de esportes e lazer, nas mais variadas modalidades, tem servido de habitat natural para inúmeras espécies da rica diversidade da flora e fauna pantaneiras, como jacarés, capivaras, jaçanãs, garças brancas, tuiuiús, quero-quero, araras, pio-vovô e outros.

Amplos gramados em toda a sua orla, propícios para os esportes e lazer, e a vegetação natural, infelizmente, ainda contrastam com as construções indevidas e ambientalmente incorretas, algumas recentes e outras permitidas há décadas.

Recentemente, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente assumiu a responsabilidade direta de manutenção, conservação e limpeza da Lagoa Maior, até então, terceirizada pela Prefeitura de Três Lagoas.

Entre as principais ações das equipes da Secretaria de Meio Ambiente, coordenadas pelo secretário Nuna Viana, estão o plantio de novas árvores, roçada e limpeza dos gramados, manutenção de lixeiras e coleta dos resíduos e ainda a periódica manutenção e limpeza dos canais de contenção das águas pluviais.

VEGETAÇÃO FLUTUANTE

Uma das atrações e motivo de estudos e curiosidade dos ambientalistas são as ilhas de vegetação flutuante, existentes na Lagoa Maior. Condições climáticas de fortes ventos e aumento dos índices de chuvas têm provocado constantes e significativas mudanças na paisagem do espelho d’água da Lagoa Maior.

São salvínias e aguapés que proporcionam condições favoráveis à formação de ninhos, onde as aves procriam em meio às capivaras e outros animais.
Com toda essa beleza natural, a Lagoa Maior é, sem dúvida alguma, o saudável “pulmão” de uma cidade que vive o acelerado processo de desenvolvimento industrial e atravessa mudanças estruturais de sua paisagem urbanística.

Confira mais imagens na galeria

Após uma noite de chuva, logo nas primeiras horas da manhã as garças se concentram na ilha, no meio da lagoa que espelham as imagens dos prédios e da vegetação (Foto: Ricardo Ojeda)

Aves da fauna pantaneira procuram alimentos nas margens da Lagoa Maior (Foto: Ricardo Ojeda)

O contraste do concreto refletido nas águas da lagoa e um dos principais exemplares da fauna pantaneira, o Jacaré que convive harmoniosamente no cartão postal de Três Lagoas (Foto: Ricardo Ojeda)

Um dos frenquentadores contempla o por do sol na Lagoa Maior, tendo ao fundoo edifício Ramez Tebet (Foto: Ricardo Ojeda)

Comentários