13/11/2006 10h18 – Atualizado em 13/11/2006 10h18

MS noticias

O estudo de Relações de Gênero será obrigatória a partir de hoje(13) nos cursos de formação de Policiais Civis, Militares, Bombeiro Militares e dos Delegados de Mato Grosso do Sul. A lei que foi sancionada hoje pelo governador José Orcírio de Miranda, tem como objetivo “garantir que o tema ‘relações de gênero’ esteja presente nos conteúdos programáticos dos cursos, não se constituindo apenas em item de outras disciplinas, como por exemplo, Direitos Humanos ou Relações Humanas.” No mundo há várias abordagens sobre o assunto. Segundo a pedagoga brasileira Daniela Auad, autora do livro Educar meninas e meninos:relações de gênero na escola, o tema corresponde “ao conjunto de representações construído em cada sociedade, ao longo de sua historia, para atribuir significados, símbolos e diferenças para cada um dos sexos, reforçando as desigualdades sociais entre o feminino e o masculino” De autoria do deputado estadual Pedro Kemp(PT), a proposta foi uma solicitação de representantes da Coordenadoria de Políticas Públicas para a Mulher e dos Movimentos Sociais que atuam na defesa dos direitos da mulher e no combate a violência contra a mulher. A nova lei , de acordo com o deputado, pretende “contribuir com o aprimoramento das relações internas das corporações, tendo em vista o número crescente de policiais femininas que agora integram as carreiras das Polícias Civil, Militar e Bombeiros Militar.”

Comentários