20/10/2019 09h19

O jovem respondia ao processo em liberdade

Campo Grande News

Acusado de ter matado a pauladas Daniel de Souza Farias, de 37 anos, ainda no ano de 2013, um dos acusados pela morte, foi absolvido pelo tribunal do júri em Três Lagoas.

Daniel foi morto na mesma casa em que a mãe dele, Alzira Antônia Farias, de 71 anos, foi estuprada e morta, no ano anterior, no dia 23 de fevereiro de 2012. Na noite da execução de Daniel, que ocorreu em 14 de novembro de 2013, três pessoas teriam o perseguido e o matado no imóvel da Rua Taufic Farran, na Vila Piloto, zona Leste da cidade

O motivo, seria vingar os crimes cometidos por Daniel no bairro, entre eles o estupro de uma mulher e sua filha. O Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) foi acionado, mas já encontraram o homem morto.

Após o crime, os acusados fugiram e, desde então, G.R.F era apontado como um dos envolvidos. Ele respondia ao processo em liberdade, contudo, durante a sessão da última quarta-feira (16) o júri concluiu que ele não foi responsável pelos golpes que mataram Daniel e o absolveram.

Uma outra pessoa que participou do crime na época, foi morto meses depois e por isso o caso foi arquivado.

Comentários