07/05/2015 12h13 – Atualizado em 07/05/2015 12h13

No primeiro tempo, a equipe do São Paulo marcou forte e deixou o Cruzeiro em seu campo de defesa.

Da redação

Foi difícil, mas o São Paulo saiu do Morumbi com uma vitória na noite de ontem, quarta-feira (06). Diante de mais de 66 mil torcedores – melhor público do Brasil em 2015 -, a equipe do interino Milton Cruz superou a grande atuação do goleiro Fábio e venceu o Cruzeiro por 1 a 0, gol marcado por Ricky Centurión no final do segundo tempo. Com o resultado, o time tricolor sai em vantagem nas oitavas de final da Copa Libertadores e pode empatar no Mineirão, na próxima quarta, às 19h30, para avançar de fase.

O primeiro tempo foi tricolor. A equipe do São Paulo marcou forte e deixou o Cruzeiro em seu campo de defesa. Versátil, o time da casa tentou ameaçar em troca de passes com Ganso, chutes de longe de Wesley e Pato, dribles de Centurión e cruzamentos de Bruno. Entretanto, nada passava por Fábio.

O goleiro do Cruzeiro fez sua primeira defesa difícil aos 5min, quando Centurión desviou cruzamento de Bruno e viu a bola parar nas mãos do arqueiro. O camisa 1 do time mineiro voltou a brilhar aos 35min, quando espalmou cabeçada de Pato na beira da pequena área.

A situação continuou parecida no segundo tempo, ainda que o Cruzeiro conseguisse ameaçar mais em jogadas de contra-ataque. Fábio voltou a fazer defesa incrível aos 22min, agora em cabeçada de Centurión. Entretanto, não houve como repetir a intervenção aos 36min, quando o argentino novamente testou, agora em cruzamento de Bruno, e abriu o placar no Morumbi.

DENGUE E SUSPENSÕES

O São Paulo teve que entrar em campo com quatro desfalques em relação ao time que vinha sendo titular. Suspensos, Luís Fabiano, Hudson e Dória foram substituídos por Alexandre Pato, Wesley e Lucão, respectivamente. Além disso, o vírus da dengue fez com que Michel Bastos não tivesse condições de jogo, dando lugar ao decisivo Centurión.

(*) Terra Esportes

Centurion salvou a partida marcando o único gol do jogo, aos 36 minutos do segundo tempo. (Foto: Divulgação Terra)

Comentários