Com visitas quinzenais dos agentes para eliminação de focos e funcionário dedicado a eliminar acúmulo de água, local “nunca registrou suspeitas de focos”, diz Detran

Com mais de mil casos notificados de Dengue desde o início do ano, Três Lagoas vive uma guerra contra o mosquito.

Nessa batalha, um dos locais costumeiramente denunciados pelos leitores como possível criadouro do aedes Aegypti é o pátio de recolhimento de veículos do Detran.

Após receber mais fotos de leitores sobre água acumulada no local, o Perfil News procurou os responsáveis para esclarecer a situação.

Segundo informações passadas pela assessoria de comunicação do Detran, a autarquia tem um um servidor em Três Lagoas para cuidar do pátio. “Quando chove ele se responsabiliza por providenciar os devidos cuidados com os veículos que podem acumular água”, informa a autarquia.

A cada 15 dias o fiscal de endemias da Prefeitura vai atéo o local para fiscalizar possíveis focos do mosquito. “Nunca fomos notificados com suspeita de foco”, continua a nota.

Além do trabalho específico no pátio do Detran, o bairro onde fica o pátio – Paranapungá – também recebe o serviço do carro pulverizador, o popular “fumacê”.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, a última visita realizada pelos agentes no Pátio do Detran foi em 31 de janeiro. Nesse dia não foi encontrado nenhum foco de mosquito.

Nessas visitas, que são realizadas quinzenalmente, é feita a eliminação de focos, tratamento com larvicida, além de orientações para a prevenção das arboviroses.

O local é considerado “estratégico” pelo setor de endemias, devido à potencialidade do acúmulo de água.

Comentários