09/11/2006 08h55 – Atualizado em 09/11/2006 08h55

Dourados Informa

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse hoje que “não tem meta” de crescimento para o país. Ao contrário do que anunciou na campanha eleitoral –de que no próximo ano o país iria crescer no mínimo 5% sob o seu comando–, o presidente evitou hoje citar números. “Não tenho [meta]. Tenho o compromisso de fazer a economia crescer e vou fazê-la”, disse em entrevista, após participar de um evento, em Brasília. A decisão do governo de atingir os 5% de crescimento em 2007 foi reiterada várias vezes por ministros políticos e da equipe econômica durante a campanha eleitoral. O presidente disse que “trabalha todo santo dia” com os ministros para garantir os investimentos em infra-estrutura que permitam o crescimento do país. E minimizou o baixo crescimento industrial registrado pelo IBGE no terceiro trimestre. Os dados da indústria foram divulgados ontem. “Eu não estou preocupado com isso. Os números são de setembro e se você verificar, a indústria automobilística já recuperou 10% do que cresceu em agosto. A gente não pode ficar assustado porque num mês cresceu menos e no outro cresceu mais. Estou convencido de que as coisas estão preparadas para crescer mais do que estamos habituados”, disse. Lula afirmou que até o final do ano pretende anunciar uma série de investimentos em infra-estrutura, para isso trabalha para “destravar tudo o que pode dificultar os investimentos”. “Quero ver se anunciou medidas antes da posse. Estou me reunindo com os ministro para a gente ver a questão da infra-estrutura, onde estão as dificuldades, os problemas de licenciamento prévio, de recursos porque quero anunciar as medidas ainda neste mês”, disse.

Comentários