10/04/2019 14h46

Cardápio preparado por uma equipe de nutricionistas segue todas as recomendações do FNDE, PNAE e Conselho Regional de Nutrição

Redação

Mais de 16 mil alunos matriculados na Rede Municipal de Ensino (REME) são atendidos diariamente com um cardápio especialmente elaborado pelo Núcleo de Alimentação Escolar da Secretaria Municipal de Educação e Cultura (SEMEC) de Três Lagoas.

Segundo a nutricionista e técnica responsável pelo Núcleo de Alimentação Escolar, Beatriz Bueno Melo de Carvalho, o cardápio elaborado pelo Núcleo é o mais variado e nutritivo possível.

“Seguimos para a elaboração todas as recomendações do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) – Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), e também o auxílio do Conselho Regional de Nutrição (CRN 3ª Região). As refeições são distribuídas de acordo com a idade do educando e o tempo de permanência dentro da Unidade de Ensino”, disse.

NÚMEROS

Cerca de 32.500 refeições/dia são distribuídas em média nas Unidades. Para o Berçário e Maternal I Primeira Fase, por exemplo, são seis refeições incluindo desjejum, colação, almoço, lanche, colação e jantar. Para as creches e escola Integral são 4 (desjejum, almoço, lanche, jantar); Educação no Campo 3 (desjejum, almoço e lanche) e Ensino Fundamental, Eja e Projeto AABB Comunidade 2 refeições (lanche e refeição principal, podendo ser almoço ou jantar de acordo com o período).

Atualmente o Núcleo de Alimentação Escolar da SEMEC é composto por 15 profissionais, todos nutricionistas. Quatro deles cuidam da área administrativa; cinco das rotas escolares, um das palestras e projetos de alimentação saudável; um no estoque, um motorista, um fiscal/técnico geral e duas estagiárias.

ESCOLHA DOS ALIMENTOS

Para a elaboração da lista de alimentos que serão utilizados na REME, os profissionais selecionam itens ricos em macronutrientes (carboidratos, proteínas, lipídeos) e micronutrientes (vitaminas e sais minerais), evitando alimentos muito industrializados, ricos em sódio, açúcares, corantes e gordura.

Já para a aquisição de hortifrútis, a Prefeitura Municipal tem parceria com produtores rurais da região, inseridos na Agricultura Familiar. “Selecionamos alimentos de acordo com a sazonalidade da nossa região, garantindo assim que chegue à mesa dos educando itens fresquinhos e sem agrotóxicos”, disse a nutricionista.

Beatriz explica que para avaliação da aceitação do cardápio, são realizados periodicamente Testes de Aceitabilidade nas Unidades com os educandos. “Sempre que novos cardápios são introduzidos, são realizados com os alunos nas Unidades esses testes para avaliar se permanecerá ou se serão revistos”, explicou a técnica.

Beatriz explica que ter um nutricionista responsável pelo cardápio é importante, pois “ele é o profissional da saúde responsável por levar equilíbrio para as refeições aos estudantes. A elaboração de um cardápio variado é necessária para o desenvolvimento funcional e o crescimento adequado dos alunos, sempre respeitando a faixa etária de cada criança”, disse.

A técnica destacou ainda que “além do cardápio padrão, nós nutricionistas elaboramos os cardápios especiais para os alunos que apresentam restrições alimentares, tais como, alergias e intolerâncias, adequados de acordo com as necessidades individuais de cada criança”, finalizou Beatriz.

Comentários