21/10/2013 13h45 – Atualizado em 21/10/2013 13h45

Mais de 35 mil maços de cigarros são apreendidos em Alcinópolis

Na manhã de sábado a Polícia Civil em conjunto com a Polícia Militar de Alcinópolis (MS), realizaram operação para desarticular uma quadrilha especializada em contrabando de cigarros

Da Redação

Na manhã de sábado (19), a Polícia Civil em conjunto com a Polícia Militar de Alcinópolis (MS), realizaram operação para desarticular uma quadrilha especializada em contrabando de cigarros que resultou na prisão de Cleio Marcos da Silva (23).

Após investigações originadas por denúncias anônimas, os policiais chegaram até dois veículos estacionados no pátio de um hotel da cidade e encontraram o autor Cleio Marcos da Silva que alegava apenas cuidar os veículos, porém, acabou por confessar que os carros estavam carregados com cigarros contrabandeados do Paraguai.

Cleio ficou cuidando dos veículos VW Golf placas JJA-1902 de Britânia/GO e Ford Ecosport placas AIQ-1008 de Irati/PR, ambos de cor prata, enquanto seus comparsas fugiam usando um VW Voyage de cor prata e placas do estado de Goiás e levando as chaves dos veículos. Um chaveiro foi acionado e após serem rebocados ao pátio da Polícia Militar, foram contabilizados aproximadamente 35.700 (trinta e cinco mil e setecentos) maços de cigarros, sendo que no veículo VW Golf havia cerca de 16.770 (dezesseis mil e setecentos e setenta) maços pacotes de cigarro dentre as marcas Calvert e no veículo Ford Ecosport, a quantia de 18.930 (dezoito mil e novecentos e trinta) maços das mesmas marcas e um rádio transceptor.

O acusado foi preso em flagrante e irá responder pelos crimes de contrabando ou descaminho (Art. 334 do CP), formação de quadrilha ou bando (Art.288 do CP) e desenvolver clandestinamente atividade de telecomunicações (Art. 183 da Lei 9.472/97) e está à disposição do judiciário no Estabelecimento Penal Masculino de Coxim.

(*)Com informações de Policia Civil

Foram contabilizados a quantia de 18.930 (dezoito mil e novecentos e trinta) maços das mesmas marcas e um rádio transceptor (Foto: Policia Civil)

Comentários