06/03/2018 19h55

Fala que é de Três Lagoas, mas não conhece córrego “Maria Mijona”

Ricardo Ojeda

Uma nova mania nas redes sociais se tornou viral em Três Lagoas, onde os internautas da cidade têm publicado em seus perfis do Facebook, Twitter e Instagram frases saudosistas, que remetem os amigos das redes aos tempos de outrora, como por exemplo: “fala que é de Três Lagoas, mas não conhece a história do Camisa de Couro”, que foi um lendário pistoleiro de algumas décadas passada.

Outra frase relembra a história de um personagem de história, que inclusive foi publicada na imprensa nacional: “Fala que é de Três Lagoas mas não conhece a história do Lobisomem”, e assim outros internautas vão lembrando de situações e ocorrências da cidade e criando frase que sempre é correspondida com os amigos curtindo ou complementando as lembranças.

REPERCUSSÃO

A brincadeira viralizou na cidade, ganhando repercussão até das pessoas mais avessas a esses memes, mas diante de tantas lembranças acabam participando ampliando ainda mais o leque de informações e ocorrências sobre o passado da cidade.

A brincadeira também satiriza algumas situações do passado e as pessoas que dizem ter nascido em Três Lagoas, mas nunca vivenciaram situações cotidianas da região citada. A nova mania faz referência a um lugar e hábitos peculiares, e isso movimenta a memória nostálgica das pessoas. A origem do viral é desconhecida.

Embora tal comportamento seja uma mania que a qualquer momento pode mudar para outro meme, a brincadeira é uma atividade saudável, que proporciona lembranças de situações cotidianas de Três Lagoas, trazendo damemória fatos que ficavam guardados pelos moradores mais antigos que vivenciaram os acontecimentos da época.

O QUE É MEME?

Meme é um termo grego que significa imitação. O termo é bastante conhecido e utilizado no “mundo da internet”, referindo-se ao fenômeno de “viralização” de uma informação, ou seja, qualquer vídeo, imagem, frase, ideia, música e etc, que se espalhe entre vários usuários rapidamente, alcançando muita popularidade.

Comentários