15/04/2016 10h44 – Atualizado em 15/04/2016 10h44

Os militantes afirmam que processo de impeachment é golpe de estado e, em protesto bloqueiam rodovias dizendo serem a favor da democracia

Daniela Silis

Principais rodovias do estado de Mato Grosso do Sul, BR-163 e BR-262, estão bloqueadas na manhã de hoje, sexta-feira (15), por manifestantes do Movimento Sem Terra. Em Nova Andradina há a possibilidade da via ser interditada. Outras manifestações já acontecem em outros estados do Brasil. De acordo com a PRF, a BR-267 no Km 136, na região da Casa Verde, também foi bloqueada. Todos os congestionamentos em curso no MS passam de 3 km.

Conforme informações da Polícia Rodoviária Federal, o bloqueio acontece em protesto contra o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff que está em tramite na Câmara dos Deputados. A votação tem data marcada para acontecer nesse domingo (17) e, caso um terço dos deputados votem a favor do impeachment, o processo corre para o Senado.

BLOQUEIO

As rodovias BR-163, em Mundo Novo no quilômetro 29, e BR-262, no trecho do município de Terenos, no quilômetro 403, próximo ao posto Várzea Alegre, começaram a ser bloqueadas às 5h30 de hoje. Não há previsão de liberação. Segundo a PRF, são cerca de 150 manifestantes, 100 em Mundo Novo e 50 em Terenos. No trecho da BR que fica no município de Terenos, a via já foi liberada.

Os dois sentidos das rodovias foram bloqueados e já apresentam um grande congestionamento em ambas as vias. Os manifestantes prestam apoio à presidente Dilma.

Ainda segundo informações da PRF, no Distrito de Anhanduí, em Campo Grande, houve aglomeração, mas a via não foi interditada.

CONTRA IMPEACHMENT

O MST bloqueia as vias em virtude de manifestações políticas que reivindicam o cumprimento da democracia, dizendo que processo de impeachment é um golpe de estado e um atentado à democracia do país.

Os manifestantes gritam palavras de ordem como “não ao golpe”. Segundo a PRF, não apresentam nenhum grau de violência.

Conforme o site do MST, outras manifestações já acontecem em Alagoas, Rio Grande do Sul e Paraná. No estado do Paraná, segundo informações da PRF, seis cidades têm a via bloqueada pelo movimento e já passam de 1.500 manifestantes.

PARANÁ

Em Curitiba foi bloqueado o quilômetro 100 da BR-277, entre as 6h e 8h dessa sexta; em Nova Laranjeiras, no quilômetro 476 da BR-277 foi bloqueada desde as 8h com 1000 manifestantes; no município de Jacarezinho, na BR-153, quilômetro 1, a interdição começou as 9h com cerca de 200 integrantes do MST; em Cascavel, a BR-277 foi bloqueada no quilômetro 568 com aproximadamente 500 integrantes a partir das 9h; em São Miguel do Iguaçu, o bloqueio começou as 9h30 no quilômetro 704; e em Mauá da Serra, na BR-376, cerca de 400 manifestantes bloqueiam o quilômetro 295.

Matéria atualizada às 10h17

Na região de Terenos, nas proximidades do Posto Várzea Alegre na BR 262, cerca de 150 ,manifestantes bloquearam com paus, pneus e não tem previsão para liberar a via (Foto: Divulgação)

Bloqueio na BR 163 em Mundo Novo já formam filas de mais de 3 quilômetros informou a PRF (Foto: Assessoria/PRF)

Em várias rodovias espalhadas pelo Pais o MST está paralisando fluxo de veículos (Foto: Divulgação)

Foto enviada pelo grupo de WatsApp mostra protesto do MS na rodovia Marechal Rondon, entre Guaraçai e Mirandópolis (SP). A pista interditada e os manifestantes incendiaram pneus (Foto: Divulgação)

Comentários