15/06/2015 19h27 – Atualizado em 15/06/2015 19h27

Com a ampliação, a energia excedente com a nova linha será suficiente para abastecer uma cidade de aproximadamente 750 mil habitantes (o equivalente a seis cidades do tamanho de Três Lagoas)

Assessoria

A prefeita Marcia Moura (PMDB) acompanhada da Senadora Simone Tebet (PMDB) e do governador de Mato Grosso do Sul Reinaldo Azambuja (PSDB), participou do lançamento da pedra fundamental da ampliação da Eldorado, na manhã desta segunda-feira (15), dia em que Três Lagoas completa 100 anos de emancipação político-administrativa.

Em 15 de junho de 2010, autoridades se reuniram para lançar o projeto de construção da fábrica e, cinco depois é lançada a segunda linha que terá capacidade de produção, quando iniciar operação, de 2 milhões de toneladas por ano com potencial de aumentar sua capacidade para até 2,3 milhões de toneladas. “Isto, somado aos 1,7 milhões/ano que já produzimos, teremos aqui o maior complexo industrial de celulose do mundo”, pontuou o José Carlos Grubisich Filho, diretor presidente da Eldorado.

Serão R$ 8 bilhões de investimento industrial e geração de mais de 20 mil empregos diretos e indiretos. “Temos a maior linha de celulose do mundo e já somos o quinto maior produtor de celulose de fibra curta no cenário internacional”, observou Grubisich durante seu pronunciamento. Segundo o diretor presidente, o ano de 2014 foi encerrado com um faturamento de R$ 2,5 bilhões de reais, o que coloca Eldorado numa posição de destaque, estando no Ranking das principais indústrias Brasileiras de celulose.

Atualmente, a Eldorado exporta para mais de 30 países e geração de caixa que ultrapassa R$ 1 bilhão/ano. São 200 mil hectares de florestas plantadas, sustentáveis e renováveis “e estamos preparados para abastecer a segunda linha quando a mesma entrar em operação” considerou Grubisich.

“Hoje que já vimos o sucesso e o projeto inicial deu certo, fica mais fácil lançar a segunda linha, o projeto Vanguarda 2.0, mas há alguns anos atrás era somente sonho, e eu agradeço a todos que acreditaram e depositaram sua confiança para que pudéssemos chegar até aqui”, disse Joesley Mendonça Batista, presidente do Conselho de Administração da Eldorado.

Atualmente, a Eldorado exporta para mais de 30 países e geração de caixa que ultrapassa R$ 1 bilhão/ano. São 200 mil hectares de florestas plantadas, sustentáveis e renováveis “e estamos preparados para abastecer a segunda linha quando a mesma entrar em operação” considerou Grubisich.

“Hoje que já vimos o sucesso e o projeto inicial deu certo, fica mais fácil lançar a segunda linha, o projeto Vanguarda 2.0, mas há alguns anos atrás era somente sonho, e eu agradeço a todos que acreditaram e depositaram sua confiança para que pudéssemos chegar até aqui”, disse Joesley Mendonça Batista, presidente do Conselho de Administração da Eldorado.

Com a ampliação, a indústria vai gerar 328 mega wats/hora, sendo que 155 mega watts serão consumidos pela fábrica e 170 serão vendidos para o sistema elétrico nacional. “Não tenho dúvida de que em julho de 2018 estaremos aqui inaugurando a fábrica. Mato Grosso do Sul é o que mais recebe investimento do nosso grupo, isso se dá pelo relacionamento que temos com as esferas de governo e a certeza da força de trabalho e profissionalismo de todos deste Estado”, finalizou Joesley Mendonça ao discursar para os presentes.

TRÊS LAGOAS MANTENDO DESTAQUE NACIONAL

A prefeita Marcia Moura enalteceu a ação e falou da importância desta segunda linha para o Município. “Antes mesmo da nossa emancipação já éramos conhecidos como a cidade das oportunidades. De lá pra cá muitas coisas aconteceram e nos tornamos o município mais industrializado do Centro-Oeste”. A Eldorado é parceira e faz diferença na formação da cidadania, pois cumpre com o seu papel social”, reforçou.

AGRADECIMENTO

“Eu não posso deixar de agradecer a população que trabalhou e trabalha pelo crescimento e desenvolvimento do nosso município. Estes 100 anos de história tem a mão e colaboração de cada um que por aqui passou, que aqui nasceu e que escolheu este município para ser seu de coração”, externou a prefeita em seus agradecimentos.

CRESCIMENTO E DESENVOLVIMENTO

“Há quem diga que não, mas eu discordo e digo que indústria traz crescimento e desenvolvimento, pois tínhamos 85 mil habitantes em 2004 e hoje são mais de 110 mil habitantes. Há 10 anos tínhamos uma renda Per Capita de R$ 11,6 mil. Nós fechamos 2014 com renda Per Capita maior que R$ 35 mil, isto é crescimento e desenvolvimento”, declarou a senadora Simone Tebet.

“Este ato mostra a confiança do grupo empresarial no estado de Mato Grosso do Sul. É muito bom receber uma notícia desta envergadura num momento em que o país passa por crise, porém, é neste momento que as oportunidades surgem. A linha dois fará com que o estado seja muito mais competitivo”, disse o governador Reinaldo Azambuja.

Na ocasião o governador também fez um anúncio: “Amanhã (16) encaminharemos para Assembleia Legislativa um projeto de Lei que diminui a carga tributária do Diesel de 17 para 12%, e sabemos que ele é um insumo importante para a cadeia produtiva do setor florestal. Tudo isto tem a missão de tornar o nosso Estado mais competitivo”, explicou Azambuja.

“O lançamento da pedra fundamental do projeto vanguarda 2.0 trará um benefício para Três Lagoas e o Brasil. Engloba um valor relevante para a economia de todo o Estado”, reiterou Grubisich.

PRIMEIRA LINHA DE PRODUÇÃO

A Eldorado Brasil conta com diferenciais como: florestas próprias certificadas pelo Forest Stewardship Council® (Conselho de Manejo Florestal – FSC®), geração de energia própria a partir de biomassa, reaproveitamento de recursos e um modelo logístico inovador, competitivo e com baixa emissão de carbono.

Com investimento de R$ 6,2 bilhões, a fábrica foi construída em tempo recorde e começou a operar no final de 2012. Seu complexo industrial e base florestal estão localizados no Mato Grosso do Sul, porém possui também um viveiro em São Paulo, com capacidade de produção de 35 milhões de mudas ao ano.
Até novembro toda parte de terraplanagem da fábrica será concluída. A previsão de inauguração é para o segundo semestre de 2018. “Mas já contratamos equipe para terraplanagem e toda infraestrutura”, explica Grubisich.

Durante a construção haverá um pico de trabalhadores de aproximadamente 6 mil pessoas e 400 novos postos de trabalho na área industrial quando a fábrica entrar em operação. Com a ampliação, a energia excedente com a nova linha será suficiente para abastecer uma cidade de aproximadamente 750 mil habitantes (o equivalente a seis cidades do tamanho de Três Lagoas).

AUTORIDADES

Prestigiaram o ato os deputados Estaduais Eduardo Rocha (PMDB), Ângelo Guerreiro (PSDB) e Rinaldo Modesto (PSDB). Também José Batista Sobrinho “Zé Mineiro” do grupo JBS, o desembargador João Maria, presidente do Tribunal de Justiça, o senador Waldemir Moka (PMDB), o presidente da Câmara de vereadores, Jorge Aparecido Queiroz “Jorginho do Gás” (PSDB), prefeitos da região, secretários de Estado, representantes de federações e instituições do Estado, vereadores, secretários municipais e empresários.

(*) Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Três Lagoas

Foi lançada no Centenário de Três Lagoas, comemorado no dia 15 de junho, o lançamento da Pedra Fundamental da Eldorado Brasil, no Projeto Vanguarda 2.0. (Foto: Assessoria)

A prefeita Marcia Moura, em seu discurso mencionou a emoção que sentia, por Três Lagoas estar recebendo um investimento de R$ 8 bilhões no dia do seu centenário. (Foto: Assessoria)

Durante a cerimônia o governador Reinaldo Azambuja foi homenageado. (Foto: Assessoria)

Comentários