28/10/2013 09h42 – Atualizado em 28/10/2013 09h42

Material publicitário de evento em Bonito será reciclado e transformado em bolsas

Entrega aconteceu nesta sexta-feira, último dia do Fórum Regional de Desenvolvimento e Inovação

Da Redação

Nesta sexta-feira (25), em Bonito, o gerente de Marketing e Comunicação do Sebrae no MS, Henrique Correa, entregou à artesã Vera Ibanez, em nome da instituição de apoio às micro e pequenas empresas, 280 m² em material publicitário utilizado na divulgação do Fórum Regional de Desenvolvimento e Inovação, realizado nesta semana na cidade.

“É um orgulho muito grande colaborar para o desenvolvimento local sustentável. Criamos assim com esse compromisso alternativas para as peças descartadas, gerando renda aos pequenos negócios e preservando a natureza”, ressalta Henrique Correa.

Isto porque a artesã de 62 anos reaproveita banners para a confecção de bolsas recicláveis. A ideia, segundo ela, começou neste ano, após o Festival de Inverno de Bonito, quando recebeu autorização da Fundação de Cultura para recolher o material usado no evento que seria descartado.

“Na época, vi uma pessoa de fora vendendo este tipo de bolsas aos que visitavam a festa. Pensei que seria viável começar a produzir aqui. Aprendi e agora comercializo a algumas lojas locais”, explica.

Vera garante que com 1 m² do material dá para produzir até duas bolsas, dependendo do tamanho, e leva-se de dois a três dias para produzir 10 unidades em média; não só um incremento à renda, mas motivo de orgulho para a profissional que antes trabalhava principalmente com peças de algodão. “Me vejo ajudando o meio ambiente. Vivo aqui e preciso cuidar”, conclui.

O Fórum Regional de Desenvolvimento e Inovação foi realizado durante dois dias no Centro de Convenções de Bonito, por entidades que compõem o Sistema “S” (Sebrae, Sistema Fiems, Sistema Fecomércio, Sistema Famasul, Sest Senat e Sistema OCB/MS).

(*)Com informações de Assecom Fiems

A artesã de 62 anos reaproveita banners para a confecção de bolsas recicláveis (Foto: Divulgação/Assecom)

Comentários