Para prorrogação a taxa de ocupação deve ser superior a 50% dos leitos encontrados no plano de contingência

O Ministério da Saúde anunciou a prorrogação de 191 leitos de UTI solicitados pela Secretaria Estadual de Saúde de Mato Grosso do Sul. O investimento para manter esses leitos em operação é de R$ 9,1 milhões.

Os leitos estão distribuídos entre oito municípios sul-mato-grossenses: Campo Grande, Costa Rica, Dourados, Naviraí, Paranaíba, Ponta Porã, Sidrolândia, Três Lagoas.

A pasta da Saúde vem prorrogando os leitos de UTI destinados exclusivamente para o tratamento de pacientes com a Covid-19 desde agosto deste ano. O Ministério da Saúde tem investido o dobro do valor habitual destinado a habilitação de leitos de UTI – de R$ 800 para R$ 1.600 reais em parcela única. Os gestores dos estados e municípios recebem o valor antes mesmo da ocupação do leito.

O gestor local de saúde pode solicitar ao Ministério da Saúde a prorrogação quantas vezes avaliar necessário, desde atenda as orientações da pasta. Para prorrogação a Taxa de ocupação deve ser superior a 50% dos leitos encontrados no plano de contingência.

Comentários