11/11/2006 07h27 – Atualizado em 11/11/2006 07h27

Para encerrar a campanha de prevenção a  Tuberculose e a Hanseníase será realizado neste sábado, dia 11, no CEM (Centro de Especialidades Médicas), mutirão da Saúde. Os organizadores da campanha, lançada no dia 30 de outubro, querem alertar e prevenir a proliferação da doença na população.

Em Três Lagoas, existem três casos da tuberculose para cada 10 mil habitantes. Em 99, quando a campanha começou, eram oito para cada 10 mil. De acordo com dados do coordenador, em 2005 a cidade registrou 26 casos de hanseníase. Este ano já está em 23. Os casos de tuberculose em 2005 chegaram a 49. Este ano está em 25. TUBERCULOSE A Tuberculose continua se constituindo em grave problema de Saúde Pública no Brasil. Recentemente foi observada uma expansão da Tuberculose no país, em parte em conseqüência da associação com a Aids, estimando-se em 50 milhões o número de brasileiros infectados, com possibilidade de desenvolver, sob várias formas, a doença que pode levar à morte. Do ponto de vista epidemiológico, em função da transmissão pela tosse, a forma clínica mais importante é a pulmonar. HANSENÍASE A Hanseníase, em que pese os avanços importantes ocorridos nos últimos anos, ainda está presente com altos índices de prevalência em alguns estados da federação, especialmente na região Norte, Nordeste e Centro-Oeste, em municípios pequenos ou mesmo em municípios de médio e grande porte. De fácil tratamento e cura, a dificuldade maior está em descobrir a doença logo no seu início, quando a cura pode ser obtida em seis meses, e sem seqüelas. Hoje 14 profissionais da área de saúde farão atendimento em todos os pacientes que foram até o local.

Comentários