15/11/2006 11h58 – Atualizado em 15/11/2006 11h58

Estadão

Feliz da vida por voltar a fazer o que mais gosta, Gustavo Kuerten confessou ter ficado satisfeito com sua participação na Copa Petrobras, em Assunção, embora tenha sido eliminado na estréia pelo austríaco Rainer Eltzinger (duplo 6/4).

“Para tirar a ferrugem, até que a estréia foi boa”, disse Guga em tom bem humorado, já no início da madrugada desta quarta-feira. “Confesso que gostaria de ter feito mais algumas partidas, mas vou buscar outros torneios desse nível para jogar”, completou o tenista catarinense, que ficou nove meses sem disputar uma partida de simples.

Guga chegou a ter dois bons momentos na sua partida de estréia em Assunção. No primeiro set quebrou o serviço do adversário para colocar-se em vantagem de 4 a 3 e no segundo reagiu a uma desvantagem de 1 a 4. “Para mim foi fundamental ter jogado bem em algumas horas”, contou. “Sei que ainda preciso de um up grade, especialmente colocar mais pressão na minha bola, pois senti que meus golpes não estavam incomodando tanto o adversário. Acho que faltou colocar um pouco mais de pimenta.”

Mesmo com a saída precoce, o ex-campeão de Roland Garros esteve contente com sua movimentação. “Gostei do jeito que me mexi na quadra. Faltou ter um pouco mais de ação no contra ataque para incomodar mais o adversário.”

O atual plano de Guga é de buscar torneios desse nível da Copa Petrobras para seguir seu caminho de volta ao circuito. “Gostaria de jogar outros challengers, mas é uma pena que nesta época do ano não existam outros mais”, afirmou. “Agora só a partir do próximo ano. Acho que o Aberto de São Paulo poderá ser interessante, pois vai ser legal avaliar meu jogo em uma quadra dura. Terá também outro challenger em Florianópolis.”

Humilde, o ex-número 1 do mundo, confessou que seu atual estágio é mesmo para torneios menores. “Meu padrão de jogo atualmente é esse. Meu ranking é para estar entre os 150 e 300. Só mesmo jogando bastante posso pensar em subir mais.”

Para este ano, Guga tem programado apenas uma exibição no Clube Med de Itaparica, no Banco Cruzeiro do Sul Challenger, diante de Nicolás Lapentti. E para aproveitar o clima de torneio em Assunção, pretende passar mais alguns dias na competição para treinar com vários parceiros.

Comentários