27/07/2019 13h05

Evento também marcou a inauguração da nova sede da Associação sul-mato-grossense de produtores de algodão

Jovem Sul News

Autoridades regionais e nacionais participaram ontem, 26, em Chapadão do Sul, do Tour da Colheita do Algodão e da inauguração da sede própria da Associação Sul-mato-grossense de Produtores de Algodão (Ampasul).

Estiveram presentes na cidade a Ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, o Secretário da SEMAGRO, Secretaria de Estado do Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar, Jaime Verruck, o Presidente da Abrapa, Associação Brasileira dos Produtores de Algodão, Milton Garbugio, a diretoria da Ampasul, o Prefeito de Chapadão do Sul, João Carlos Krug, de Costa Rica, Waldeli dos Santos Rosa, vereadores, presidente de outras entidades locais e visitantes.

O Tour da Colheita do Algodão teve início na Fazenda Minuano, do Grupo Schlatter. Em seguida o grupo visitou a colheita na Fazenda Pantanal do Grupo SLC. À noite ocorreu a inauguração da sede própria da Ampasul, localizada no Km. 10 da BR 060, com moderno laboratório de análise de fibra do algodão, escritórios e salão de eventos que reúnem grande e moderna estrutura arquitetônica.

Durante os eventos, a Ministra Tereza Cristina destacou a importância do algodão brasileiro no mercado interno e externo principalmente nos países asiáticos, para onde viajou recentemente e percebeu o imenso mercado que se expande para a pluma brasileira.

Já o Secretário da SEMAGRO, Jaime Verruck, disse que o Governo de Mato Grosso do Sul está trabalhando para incentivar e promover ações que beneficiam os cotonicultores. Foi publicado decreto que autoriza a saída do algodão em caroço para as algodoeiras no Estado de Goiás que voltam em pluma prensada para Mato Grosso do Sul, sem a cobrança de ICMS do produto, incidindo apenas o imposto sobre o frete. Essa operação isenta era pedido antigo dos produtores de MS que beneficiam o algodão em algodoeiras goianas.

O presidente da Ampasul, Walter Schlatter, destacou a importância do algodão produzido em Mato Grosso do Sul. “Nosso Estado é atualmente o quinto maior produtor de algodão do Brasil, em volume e o primeiro em produtividade e qualidade do fio”, destacou o presidente ao solicitar a continuidade do apoio das autoridades governamentais aos cotonicultores de Mato Grosso do Sul. “Se analisarmos as características dos demais estados produtores que estão à nossa frente em volume e as perspectivas de crescimento em nosso Estado, possivelmente nos próximos anos poderemos ser o quarto ou terceiro maior produtor de algodão do Brasil”, concluiu Walter Schlatter.

A sede própria da Ampasul

O prédio da sede da Ampasul e do laboratório de análise de fibra de algodão foi construído com recursos do IBA, Instituto Brasileiro do Algodão, um investimento aproximado de 18 milhões de reais.

A moderna estrutura arquitetônica é composta por área administrativa, moderno laboratório de análise de fibra de algodão, que atende os padrões internacionais, dando ainda mais credibilidade à análises para o mercado interno e externo. O salão de eventos conta com divisórias moldais, tratamento acústico, cozinha industrial, churrasqueira, amplo estacionamento, preparado para receber qualquer tipo de evento social da entidade, para toda a comunidade sul-chapadense e da região.

A solenidade de inauguração contou com descerramento da placa inaugural com a participação do Presidente da Ampasul, Walter Schlatter e demais autoridades. Após visitações às repartições, ocorreram os discursos das autoridades e o momento ecumênico. O Pastor, Escritor e Palestrante Marcelo Gomes esteve em Chapadão do Sul especialmente para o evento, quando abençoou o local e a todos os participantes daquele momento histórico da Ampasul.

O primeiro presidente e um dos fundadores da Ampasul, Alberto Schlatter destacou a força de trabalho dos produtores rurais que abraçaram as novas tecnologias e transformaram o Centro-Oeste do Brasil em um grande celeiro.

O Presidente Walter Schlatter disse que a sede própria da Ampasul é uma obra que representa a grandeza e a perspectiva de crescimento do algodão em Mato Grosso do Sul e no Brasil. Ele destacou e homenageou o Diretor Executivo da Ampasul, Adão Hoffmann que esteve à frente da obra desde o início e foi fundamental a sua participação no êxito de tão importante construção que vai valorizar ainda mais o algodão do Estado de Mato Grosso do Sul e a própria Ampasul. Além de Adão Hoffmann, Walter Schlatter homenageou a sua esposa, Michele e o seu pais e primeiro presidente da Ampasul, Alberto Schlatter, além dos ex-presidentes, Darci Boff e Renato Bürgel, que igualmente fazem parte da história de sucesso da Ampasul.

Ainda durante o evento ocorreu um desfile de moda com produtos 100% algodão, evento promocional do Movimento Sou de Algodão.

Durante a solenidade foi servido variado jantar e apresentado show com a dupla Breno Reis e Marco Viola. Na saída foram distribuídos aos participantes o Anuário do Algodão 2019, um exemplar da Bíblia Sagrada personalizada do Projeto Missionário Com Cristo no Cerrado e DVD com mensagens motivacionais.

Ministra Tereza Cristina participou do Tour da Colheita do Algodão da Ampasul em Chapadão do Sul /Foto – Norbertino Angeli

Comentários