30/01/2012 08h33 – Atualizado em 30/01/2012 08h33

UOL

O ministro do Esporte, Aldo Rebelo, se mostrou confiante em relação à aprovação da Lei Geral da Copa no Congresso em março, logo após retomada dos trabalhos pós-Carnaval. Segundo ele, “restam apenas três pequenas discussões”, e entre elas está a da liberação da venda de cerveja nos estádios.

Em entrevista à rádio CBN nesta segunda-feira, Aldo Rebelo defendeu mudança na legislação brasileira a fim de respeitar os patrocinadores da Copa de 2014, e falou sobre algumas restrições que podem servir de exemplo para as autoridades brasileiras contornarem o impasse.

“O país se comprometeu a respeitar as marcas dos patrocinadores, e essa prerrogativa da venda dentro dos estádios está assegurada. A tendência é aceitar essa interpretação, ou seja, a venda de cerveja com restrições, para não comprometer a nossa legislação. Por exemplo, restringir a venda de bebida a bares e restaurantes e não permitir a circulação de bebidas nas arquibancadas durante os jogos”, declarou o ministro.

“Em alguns países da Europa, só se permite a venda de cerveja nos intervalo. Essas medidas o Congresso deve analisar para chegar a um intermediário”, acrescentou Aldo Rebelo.

Outro ponto polêmico da Lei Geral da Copa é sobre a meia-entrada. Quanto a isso, a opinião de Aldo Rebelo é a mesma: tentar resolver a situação sem desrespeitar a legislação.

“A nossa ideia é preservar a legislação brasileira, e ela é clara no que diz respeito à terceira idade. Não tem uma legislação para os estudantes, teria que fazer um acordo a parte, mas não vai haver pressão da Fifa. O congresso vota aquilo que é da convicção que e da maioria”, destacou o ministro.

Aldo Rebelo vai participar de uma vistoria de rotina no estádio do Corinthians em Itaquera, palco da abertura da Copa. Segundo ele, “não há nenhum calendário problemático com a construção das arenas”.

“Tínhamos o caso do Rio Grande do Sul comum certo atraso, mas o Internacional retomou as obras e creio que todas as 12 sedes estarão em condições de receber a Copa. Em Natal, não haverá estádio para a Copa das Confederações, mas para o Mundial eu tenho certeza de que a arena estará pronta também”, completou.

Ministro Aldo Rebelo recorreu a exemplos da Europa sobre venda de cerveja em estádios
Foto: UOL

Comentários