19/11/2006 16h33 – Atualizado em 19/11/2006 16h33

G1.com.br

O missionário brasileiro Edgard Gonçalves Brito foi atacado e morto por “um grupo de desconhecidos” em Díli, capital do Timor Leste, neste domingo (19), confirmou o Ministério das Relações Exteriores, por meio de nota à imprensa.

Segundo a agência de notícias Lusa, o brasileiro foi vítima de tiroteio no bairro de Akadiro Hun, na capital do país, Díli. De acordo com a agência de notícias, o brasileiro foi a primeira vítima estrangeira desde o início da crise político militar no Timor Leste, em abril deste ano.

Já o Ministério das Relações Exteriores se limitou a informar que “tomou conhecimento, com grande consternação, do falecimento, hoje, 19 de novembro, em Díli, Timor-Leste, do cidadão brasileiro Edgard Gonçalves Brito”. O Itamaraty confirma ainda que o missionário da Igreja Assembléia de Deus, Edgard Brito, foi atacado por um grupo de desconhecidos e faleceu a caminho do hospital. O missionário brasileiro estava em Timor-Leste nos últimos dois anos, segundo o Itamaraty.

O Ministério das Relações Exteriores também informou que a embaixada do Brasil em Díli está em contato com a irmã da vítima, que também se encontra naquela cidade, para prestar-lhe toda assistência.

“O governo brasileiro está acompanhando com atenção a apuração dos fatos. A Embaixada do Brasil mantém-se em contato com as autoridades timorenses, que se dispuseram a prestar o apoio necessário, e com a Polícia das Nações Unidas, responsável pela condução das investigações”, acrescentou o Itamaraty, em nota à imprensa.

Comentários