22/04/2015 17h43 – Atualizado em 22/04/2015 17h43

O presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, deputado Junior Mochi (PMDB), representou a Casa de Leis na solenidade de outorga da Medalha Tiradentes

Assessoria

Mochi destacou entre os homenageados a presença do padre Micael Carlos Dresch Andrejzwski, pároco da Catedral São José, no município de Coxim. “É uma homenagem importante, onde é concedida a maior condecoração da PM de Mato Grosso do Sul aos que colaboraram, de alguma forma, para o melhor funcionamento da corporação. Hoje, de modo especial, prestigio a homenagem ao padre Micael, um homem ímpar, de qualidades que extrapolam a questão religiosa, trabalhando junto à população para o bem comum”, frisou Mochi.

Segundo o padre, a comenda é motivo de honra e orgulho. “Quero agradecer primeiramente a Deus e oferecer esta medalha à população de Coxim. Hoje, vejo aqui mais de 100 pessoas que vieram me prestigiar. Isso só faz com que minha responsabilidade aumente. Tenho que continuar meu trabalho de servir à comunidade”, completou Micael.

A Medalha Tiradentes, criada em 1982, é concedida a autoridades civis e militares que prestaram serviços relevantes à corporação. Participaram da entrega da comenda o governador Reinaldo Azambuja (PSDB); o comandante-geral da PMMS, coronel Deusdete de Oliveira, e o subcomandante-geral, coronel Jorge Edgard Judice Teixeira.

Também foram homenageados este ano o procurador-geral do Estado, Adalberto Neves Miranda; o arcebispo da Arquidiocese de Campo Grande, Dom Dimas Lara Barbosa; o comandante do Comando Militar do Oeste (CMO), general de Exército Juarez Aparecido de Paula Cunha; o vice-presidente do Tribunal de Justiça (TJMS), desembargador Paschoal Carmello Leandro, e o deputado federal Jair Bolsonaro (sem partido-RJ).

(*) Assessoria do deputado Junior Mochi

O deputado Mochi e o padre Micael Carlos Dresch Andrejzwski, durante solenidade realizada nesta quarta-feira (22), no Comando da Polícia Militar (PM), em Campo Grande. (Foto: Divulgação)

Comentários