30/04/2014 16h59 – Atualizado em 30/04/2014 16h59

Moka entrega à ministra relatório para inclusão da Sul Fronteira no PAC 3

O senador reforçou à ministra a importância da rodovia para o desenvolvimento econômico local, principalmente para o escoamento da produção agropecuária e para integração da Bacia do Prata com países sul-americanos

Assessoria

O senador Waldemir Moka (PMDB-M S) entregou à ministra Miriam Belchior, do Planejamento Orçamento e Gestão, relatório sobre o projeto de construção e asfaltamento da rodovia Sul Fronteira. No documento, o senador pede a inclusão da obra na terceira etapa do Plano de Aceleração do Crescimento (PAC 3).

A entrega foi feita terça-feira (29) quando da presença da ministra na Comissão de Orçamento do Congresso Nacional, da qual Moka é relator setorial. Belchior foi debater com os parlamentares a proposta da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO).

Moka reforçou à ministra a importância da rodovia para o desenvolvimento econômico local, principalmente para o escoamento da produção agropecuária, fortalecendo, ainda, a integração da Bacia do Prata com países sul-americanos.

“A inclusão da rodovia no PAC tem o apoio do governador André Puccinelli e de toda a bancada de deputados federais e estaduais de Mato Grosso do Sul”, enfatizou Moka.

JUSTIFICATIVAS

O projeto preve a construção e asfaltamento de 338 quilômetros de estrada entre Ponta Porã (distrito de Sanga Puitã), passando pelas cidades de Coronel Sapucaia, Paranhos, Sete Quedas, Japorã, até o município de Mundo Novo.

De acordo com o senador sul-mato-grossense, desde 2008 os parlamentares federais do Estado têm priorizado a apresentação de emendas ao Orçamento Geral da União para aplicação nas obras da Sul Fronteira.

Moka chamou a atenção, ainda, para outro aspecto que justifica a construção da rodovia, que é o de reduzir a porta aberta ao tráfico de armas e drogas, bem como ao contrabando em geral, que marca a fronteira nos dias de hoje.

A ministra Miriam Balchior recebe do senador Moka o relatório a respeito da Sul Fronteira (Foto: Divulgação)

Comentários