18/03/2016 17h46 – Atualizado em 18/03/2016 17h46

O engenheiro agrônomo Afonso Nogueira Simões Correa faleceu hoje aos 94 anos

Assessoria

Faleceu hoje em Campo Grande aos 94 anos, o engenheiro agrônomo Afonso Nogueira Simões Correa. Técnico de reconhecida capacidade e enormes serviços prestados ao Estado, Simões Correa exerceu atividades públicas e privadas e foi um dos membros da comissão especial organizada para dividir o estado de Mato Grosso e organização e instalação do novo estado de Mato Grosso do Sul. Foi secretário de Desenvolvimento Econômico do governador Harry Amorim Costa.

Seu corpo está sendo velado na Capela Parque das Primaveras e será sepultado às 9 horas. Afonso ia completar 70 anos de casamento: deixa sete filhos, 14 netos e 12 bisnetos.

Afonso Nogueira Simões Correa nasceu em Maracaju, diplomou-se engenheiro agrônomo pela Escola Superior de Agricultura de Viçosa em 1945 e pós graduou-se em Zootecnia pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

Foi funcionário concursado do Ministério da Agricultura onde exerceu diversas funções de chefia e cargos em comissão, entre eles, vice-diretor do Instituto de Zootecnia, diretor geral do departamento de promoção agropecuária, Codiretor Brasileiro do Escritório Técnico de Agricultura (ETA) da Agência Norte-Americana para o Desenvolvimento Internacional, foi também Ministro Interino de Agricultura.

Foi também professor das Universidades Federais de Viçosa e Rural do Rio de Janeiro. Em uma das últimas homenagens que recebeu do CREA-MS, disse que “Eu não tenho grandes méritos, os únicos méritos que eu tive na vida foi de cumprir o meu dever com muita seriedade. Eu realmente trabalhei além do normal no serviço público. Não acho que eu não tenha feito nada além do normal, apenas cumpri o meu dever”.

(*) Assessoria de Imprensa do Mato Grosso do Sul

O engenheiro agrônomo Afonso Nogueira Simões Correa foi um dos membros da comissão especial organizada para dividir o estado de Mato Grosso e organização e instalação do novo estado de Mato Grosso do Sul (Foto: Assessoria)

Comentários