20/11/2006 09h57 – Atualizado em 20/11/2006 09h57

Agência France Presse (AFP)

O cineasta francês Francis Girod, de 61 anos, morreu em virtude de um ataque cardíaco num hotel de Bordeaux (centro-oeste da França), anunciaram fontes médicas neste domingo. Francis Girod, membro da Academia de Belas Artes desde 2002, dirigiu, entre outros filmes “Le bon plaisir”, com Catherine Deneuve e Jean-Louis Trintignant (1984), “Passage à l’acte” (1995), “Terminale” (1997) e “Mauvais genres” (2001). Foi jornalista do semanário Nouvel Observateur e da TV ORTF (1964-1966). Estreou no cinema nos anos 1960 como assistente de diretores como Roger Vadim e Jean-Pierre Mocky. Em 1974, dirigiu seu primeiro filme, “O Trio Infernal”, com Michel Piccoli e Romy Schneider. Também realizou numerosos filmes publicitários e documentários. Nos anos 1990, aceitou papel de ator no filme “L627”, de Bertrand Tavernier, ao lado de Yves Montand. Teve dois filmes exibidos este ano na França: “Un ami parfait”, com Antoine de Caunes e Carole Bouquet, e “Oncle de Russie”, com Claude Brasseur e Marie-Josée Nat.

Comentários