20/01/2012 10h59 – Atualizado em 20/01/2012 10h59

O verão é a época mais propícia para mortes por afogamentos

Corpo de Bombeiros dá dicas de prevenção

Cristiane Vieira

Os meses em que acontecem mais mortes por afogamento são em dezembro, janeiro e fevereiro. A combinação férias e verão é responsável por cerca de 2 mil óbitos no país durante esse período, de acordo com um levantamento do Ministério da Saúde feito em 2010.
Durante todo o ano de 2010 mais de 5,4 mil pessoas morreram afogadas, o risco é maior entre jovens e crianças do sexo masculino. As mortes por afogamento estão entre as dez principais causas de morte por violência ou acidentes, em todas as capitais da região Norte e em seis capitais do Nordeste, além de Campo Grande, Cuiabá e Goiânia.

TRÊS LAGOAS

Um levantamento feito pelo Corpo de Bombeiros de Três Lagoas mostrou que só no ano passado, sete pessoas morreram afogadas. De acordo com o Tenente Passos do Corpo de Bombeiros, “a maioria das mortes acontece por ingestão de bebidas alcoólicas”, destaca ele. Em 2012 um caso de morte por afogamento foi registrado, um homem morreu afogado no Rio Sucuriú no começo do ano.

DICAS

O Tenente Passos, do Corpo de Bombeiros, passou para nossa equipe de reportagem algumas dicas para evitar acidentes deste tipo aqui na cidade.

  • Procurar sempre nadar até local conhecido e perto de outras pessoas;
  • Respeitar placas de avisos;
  • Não ingerir bebidas alcoólicas antes de entrar na água;
  • Não se afastar muito da margem, no caso de rio;
  • Não saltar de locais elevados;
  • Não tentar salvar ninguém se não for habilitado para fazer isso;
  • Em caso de suspeita de afogamento, lançar bóias, cordas ou pedaços de pau para a pessoa segurar.

As mortes por afogamento estão entre as dez principais causas de morte por violência ou acidentes
Foto: Arquivo

Comentários