24/04/2018 23h31

Muita gente em Três Lagoas reclama que as empresas de celulose não geram vagas de empregos, que só aproveitam dos benefícios e não contribuem com o município.

Ricardo Ojeda

RAIO X

Por conta disso, a reportagem do Perfil News buscou informações concretas, dados e números que mostram um Raio X da importância das indústrias de celulose para a cidade, estado e o país. Confira aqui.

SEM FÉ

O vereador Davis Martinelli, pelo jeito não anda botando muita fé na conclusão do Hospital Regional. O parlamentar, após ver o líder do prefeito defendendo a questão saúde do município, pediu uso da palavra e foi à tribuna destilar várias criticas nesse setor da administração.

PITADA DE EXAGERO

Martinelli disse, com uma grande pitada de exagero, que a saúde de Três Lagoas é a pior do Brasil. Para isso ele elencou várias situações de atendimento que só foi possível graças à sua intervenção junto à secretária da pasta.

PAI DA CRIANÇA

Ainda assim, Davis disse que não sabe quem é o pai do Hospital Regional, se é o ex-governador André Puccinelli, ou se é o atua, Reinaldo Azambuja. Diante do desconhecimento do representante da sociedade no legislativo, tomo a liberdade de explicar: Puccinelli viabilizou os recursos, através de financiamento, conseguiu o terreno, doado pelo empresário Magid Thomé. Por sua vez, Azambuja veio à cidade e lançou a obra. Portanto, o idealizador do projeto vem a ser o antecessor do atual governo.

UMA DÉCADA!

Além disso, o vereador disse que não acredita que o hospital seja entregue, equipado e funcionando num futuro não tão distante. A opinião dele é que a obra só será concluída e entregue e funcionamento num prazo de 10 anos.

MUITO PESSIMISMO

Bastante exagerada a observação do parlamentar. Penso que toda crítica quando é bem fundamentada é válida e, dependendo da situação, é digna de aplausos. Mas diante do prazo estabelecido, vejo muito pessimismo, mesmo até para um integrante da oposição.

PALAVRINHA MÁGICA

Em tempo de operação Lava Jato a grande maioria dos nobres, deputados e senadores estão sendo salvos por uma palavrinha que vem sendo constantemente empregada nos meios de comunicação: “Foro”.

EM CAUSA PRÓPRIA

Por conta disso, os políticos que estão envolvidos em falcatruas escapam de serem punidos pela justiça. Mas afinal o que é foro? O chamado foro privilegiado é mais corretamente expresso pelo termo “foro por prerrogativa de função”. Em outras palavras, isso quer dizer que quando um indivíduo exerce certa função social relevante, é necessário que tribunais que correspondam a esta função social julguem os casos que envolvem este indivíduo.

PRERROGATIVA

Atualmente a legislação brasileira garante a prerrogativa para pelo menos 58.660 pessoas, aponta levantamento feito pela Folha. Deputados e senadores, (594 ao todo) são beneficiados por esse direito. Só são detidos e presos em caso de flagrante ou em casos de condenação final.

TRATAMENTO DIFERENCIADO

Além deles, outras autoridades que ocupam mais de 40 tipos de cargos em diversas áreas e níveis da administração pública têm hoje direito a tratamento diferenciado na Justiça. Ações que envolvem essas pessoas são enviadas diretamente a instâncias superiores.

PRIVILÉGIOS

A Constituição de 1988 não só preservou a figura do foro por prerrogativa de função, como o ampliou consideravelmente o privilégio de serem alvos de ações diretamente no STF. Nada como viver em um país sem problemas.

POLÍCIA FEDERAL NO CONGRESSO

Só para ter uma ideia de como os digníssimos parlamentares aproveitam dessa situação, na manhã desta terça-feira, a Polícia Federal cumpriu mandados de busca e apreensão no Congresso Nacional, nos gabinetes do deputado, Eduardo da Fonte (PP-PE) e do senador Ciro Nogueira (PP-PI). A busca aconteceu também nos apartamentos funcionais das suas excelências envolvidas na Lava Jato.

BOA INICIATIVA

As ações da diretoria do Procon de Três Lagoas está mostrando serviço. Foi realizada nos dias 18 e 19 de abril, o órgão promoveu o Feirão de Negociação com as empresas de Telefonia da cidade. Por conta dessa iniciativa, diversos clientes conseguiram renegociar dívidas.

130 ATENDIMENTOS

As empresas parceiras no Feirão foram a Oi, Claro e Vivo, que realizaram mais de 130 atendimentos entre presenciais e por telefone com clientes que não puderam se deslocar à sede da Associação Comercial e Industrial de Três Lagoas (ACITL).

DIA DAS MÃES

Falando em Associação Comercial, a presidente Glaucia Jaruche espera um grande volume de vendas no comércio por ocasião do Dia das Mães. Para isso, ela participa de uma reunião como secretário de Desenvolvimento Econômico para ajustarem uma parceria a fim de promover eventos que atraiam os consumidores ao centro da cidade.

MOSTRANDO SERVIÇO

Gláucia, nunca ocupou um cargo de destaque em uma associação representativa do município, porém ela vem mostrando serviço, agradando a sociedade como um todo, bem como seus associados.

Apenas um uma sala da Eldorado Brasil reúne mais de três dezenas de colaboradores (Foto: Ricardo Ojeda)

Comentários