06/09/2014 10h59 – Atualizado em 06/09/2014 10h59

Os policiais abordaram o motociclista, que conforme registro policial, estava em visível estado de embriaguez, exala cheiro de álcool, além de não conseguir se equilibrar

Da Redação

Um homem de 46 anos deu um trabalhão para a polícia após ser flagrado embriagado pilotando uma motocicleta. O fato aconteceu por volta das 23 horas de ontem (5) na Avenida Gury Marques, região do Jardim Santa Felicidade, em Campo Grande.

De acordo com o Boletim de Ocorrência, Amadeu Sandim pilotava uma motocicleta Honda Titan prata pela avenida, quando ao passar por um quebra-molas perdeu o controle do veículo, se desequilibrou e quase atingiu uma viatura da Polícia Militar que passava pelo local.

Os policiais abordaram o motociclista, que conforme registro policial, estava em visível estado de embriaguez, exala cheiro de álcool, além de não conseguir se equilibrar. Amadeu se recusou a fazer o teste do bafômetro e não possui CNH (Carteira Nacional de Habilitação).

Diante da situação, Amadeu foi detido e colocado no compartimento de preso da viatura. Porém, durante o trajeto até a delegacia, o motociclista passou a danificar o veículo e os policiais tiveram que contê-lo novamente.

Ainda segundo consta no boletim, no momento em que foi aberta da porta do compartimento onde ele estava, saiu correndo para o meio da rua, foi perseguido e capturado. Amadeu ainda mordeu o dedo de um policial causando um ferimento profundo.

O motociclista foi colocado no camburão e voltou a causar confusão antes de chegar a delegacia. Amadeu ateou fogo na camiseta em que trajava. Com isso, teve que ser retirado novamente do camburão e tentou fugir pela terceira vez.

Os policiais tiveram que chamar reforço para conseguir escoltá-lo até a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) da Vila Piratininga, onde permanece preso. O delegado plantonista determinou uma fiança no valor de R$ 2.896,00 que ainda não foi paga.

(*) Com informações de Campo Grande News

Amadeu ateou fogo na camiseta em que trajava. Com isso, teve que ser retirado novamente do camburão e tentou fugir pela terceira vez (Foto: Arquivo)

Comentários