01/04/2016 17h47 – Atualizado em 01/04/2016 17h47

A mobilização do movimento Vem Pra Rua Três Lagoas durou aproximadamente três horas e reuniu mais de trezentas pessoas que foram protestar contra a corrupção e em apoio ao impeachment da presidente Dilma Rousseff

Ricardo Ojeda e Patrícia Miranda

A cidade de Três Lagoas mais uma vez deu sua participação ao movimento a favor do impeachment da presidente Dilma Roussef, contra a corrupção e em apoio à operação Lava-jato e as instituições que conduz os trabalhos.

Aproximadamente 300 pessoas se concentraram nas proximidades do Posto São Luiz, na saída para São Paulo. Eles participaram da manifestação que ocorreu por volta das 8h da manhã desta sexta-feira (01). No local, os manifestantes pediam apoio de motoristas que passavam na BR-262 e como aceitação recebiam buzinaços. Breves paralisações foram realizadas, e de forma ordeira o trânsito fluía lentamente.

A manifestação foi organizada pelo movimento “Vem Pra Rua Três Lagoas” que congrega algo em torno de cem pessoas, entre empresários e profissionais liberais, entidades de classe como o Rotary, Associação Comercial e Industrial de Três Lagoas e demais pessoas que aderiram espontaneamente ao movimento.

CARREATA

De forma pacífica o movimento dirigiu-se em carreata até o aterro da Usina de Jupiá, tendo à frente um caminhão de trio elétrico. Os manifestantes se concentraram por 40 minutos no KM 01 do BR 262, mas foi o suficiente para formar longas filas, nos dois lados da via.

Praticamente a maioria dos motoristas que ficaram impedidos de passar apoiaram o movimento, porém alguns não gostaram a tentaram furar o bloqueio. Apenas ambulâncias, veículos com crianças e pessoas idosos foram permitidos passar. Uma equipe da Policia Rodoviária Federal acompanhou toda movimentação.

O movimento, de acordo com os manifestantes “é uma forma de mostrar à sociedade três-lagoenses, sul-mato-grossense e brasileira o grau de insatisfação contra o governo Dilma e a corrupção, que ceifa desemprego de milhões de trabalhadores”.

POLÍCIA FEDERAL

Próximo das 9h, os manifestantes desinterditaram a via entre os Estados de Mato Grosso do Sul e São Paulo e direcionaram-se até a delegacia da Polícia Federal. No caminho, a empresária Sayuri Baez convidava os comerciantes a participarem do ato que culminaria na Praça Senador Ramez Tebet.

Na delegacia da Polícia Federal foi entregue um ofício de apoio aos trabalhos dos federais na operação Lava-Jato, ao delegado, Vinicius Faria Zangirolani. No documento que foi assinado por diversos manifestantes, há o reconhecido da PF nos trabalhos de investigação de atos de corrupção.

Em um momento patriótico foi cantado o Hino Nacional Brasileiro e os manifestantes seguiram o cronograma estabelecido pela organização do movimento, seguindo em carreata até a Praça Ramez Tebet.

Ao longo do caminho, os comerciantes eram convidados a fecharem às portas por alguns minutos e participarem da mobilização. No trajeto, os manifestantes eram recebidos com apoio e alguns tremulavam bandeiras brasileiras.

Como ponto alto do movimento, a concentração final foi na Praça Senador Ramez Tebet. Na localidade, alguns fizeram discursos com palavras de ordem. Um senhor que foi direcionado ao microfone foi aplaudido pelos manifestantes. “Eu sou aposentado e discordo dessa situação política. A presidente Dilma Rousseff quer ‘rasgar’ a nossa Constituição. Isso é uma vergonha brasileira”, comentou.

PRAÇA RAMEZ TEBET

Um guindaste foi utilizado para deixar em evidência um boneco confeccionado com roupa de presidiário da presidente Dilma. Ela foi simbolicamente enforcada. Novamente foi cantado o Hino Nacional e os manifestantes encerram o movimento às 11h.

PRÓXIMOS MOVIMENTOS

Nas próximas semanas, haverá reuniões para que sejam decididas e organizadas novamente um grande movimento, com possível data no dia 12/04.

Toda a manifestação foi acompanhada por uma equipe da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e da Polícia Militar de Três Lagoas com viaturas e motos de trânsito e não foi registrado nem incidente ao longo do trajeto.

Segundo os organizadores, a movimentação reuniu 300 manifestantes. (Foto: Patrícia Miranda)

Manifestante com a bandeira do Brasil e um boneco inflável do ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva. (Foto: Patrícia Miranda)

Manifestantes durante o protesto próximo à Barragem do Jupiá na BR-262 em Três Lagoas. (Foto: Patrícia Miranda)

Após discursos, os manifestantes cantaram o Hino Nacional Brasileiro. (Foto: Patrícia Miranda)

Uma próxima mobilização pode ocorrer no dia 12 de abril, segundo os manifestantes. (Foto: Patrícia Miranda)

Comentários