10/01/2013 16h23 – Atualizado em 10/01/2013 16h23

MPF recomenda providências contra trote estudantil em MS

Recomendação prevê punição disciplinar para os alunos envolvidos. Medida tem o objetivo de evitar práticas violentas e humilhantes.

Da Redação

O Ministério Público Federal (MPF) em Mato Grosso do Sul recomendou às instituições de ensino superior do estado que tomem providências contra o trote estudantil. A medida tem o objetivo de proteger os calouros, alunos que ingressam nas instituições, de práticas violentas, humilhantes e constrangedoras.

De acordo com o órgão, a recomendação prevê medidas de segurança e punição
disciplinar para os alunos envolvidos em atividades de recepção violentas ocorridas tanto no interior das instituições, como fora delas. As aulas devem começar no mês de fevereiro na maioria das universidades e faculdades do estado.

Ainda segundo a recomendação, as universidades devem desenvolver, ao longo do ano, campanhas de orientação sobre o trote estudantil. O Ministério Público informou que poderá ajuizar ações contra as universidades que não adotarem a recomendação.

(*) Com informações de G1 MS

A medida tem o objetivo de proteger os calouros, alunos que ingressam nas instituições, de práticas violentas, humilhantes e constrangedoras (Foto: Google)

Comentários