10/05/2016 10h39 – Atualizado em 10/05/2016 10h39

O contrato que será assinado pela Fibria em Brasília garante parte do investimento que a indústria de celulose está fazendo no Projeto Horizonte 2 em Três Lagoas

Da redação

O secretário de Meio Ambiente e Desenvolvimento Econômico, Jaime Verruck participa nesta terça-feira (10) em Brasília, às 9h (horário de MS), do ato de assinatura do contrato da empresa Fibria junto ao Fundo de Desenvolvimento do Centro-Oeste (FDCO) no valor de R$ 1 bilhão. O secretário representará o governador Reinaldo Azambuja no evento que acontece no gabinete do Ministério da Integração Nacional.

“Esta será a segunda contratação de recursos do FDCO concretizada para Mato Grosso do Sul. A primeira foi formalizada no ano passado pela ADM. Somada a essa operação que será feita pela Fibria, nós praticamente utilizamos todo o recurso do Fundo disponível para o Centro-Oeste inteiro. Isso graças à ação do governo do Estado para proporcionar um ambiente competitivo e atrair grandes investimentos”, informa o secretário Jaime Verruck.

O contrato que será assinado pela Fibria em Brasília garante parte do investimento que a indústria de celulose está fazendo no Projeto Horizonte 2 em Três Lagoas – o custo total da obra é de R$ 7,7 bilhões (equivalente a cerca de US$ 2,5 bilhões) e deverá ser executada ao longo de dois anos com a criação de aproximadamente 40 mil empregos diretos e indiretos. Durante o pico da obra, serão cerca de 10 mil trabalhadores. Quando entrar em operação, no último trimestre de 2017, a nova linha de celulose da Fibria terá 3 mil postos de trabalho, entre diretos e indiretos.

O Fundo de Desenvolvimento do Centro-Oeste (FDCO) é administrado pela Superintendência do Desenvolvimento do Centro-Oeste (Sudeco) e tem por finalidade assegurar recursos para a realização de investimentos em infraestrutura, serviços públicos e empreendimentos produtivos de grande capacidade germinativa de novos negócios e atividades produtivas.

“O grande diferencial do FDCO é o prazo de até 20 anos para pagamento, além das taxas de juros mais baixas do mercado e a capacidade de atrair projetos estruturantes para o Estado, com potencial de modificar a realidade local através de grandes empreendimentos”, lembra o superintendente da Sudeco, Cleber Ávila Ferreira.

(*) Notícias MS

O secretário de Meio Ambiente e Desenvolvimento Econômico, Jaime Verruck fará a assinatura do contrato, em nome do governador Reinaldo Azambuja. (Foto: Divulgação)

Canteiro de obras do Projeto Horizonte 2 da Fibria em Três Lagoas. (Foto: James Luck)

Comentários