08/10/2013 08h23 – Atualizado em 08/10/2013 08h23

Bom desempenho do Estado na execução de obras pode trazer mais 100 milhões de dólares do Bird para MS

Os gerentes e coordenadores do BIRD vieram pontuar o desempenho do Estado, no Projeto de Transportes Rodoviários

Da Redação

O bom desempenho com que Mato Grosso do Sul tem desenvolvido as obras com recursos do Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento (Bird), trouxe ao Estado representantes da instituição financeira que foram recebidos nesta segunda-feira (7) pelo governador André Puccinelli.

Os gerentes e coordenadores do BIRD vieram pontuar o desempenho do Estado, no Projeto de Transportes Rodoviários – Programa de Transportes e de Desenvolvimento Sustentável de Mato Grosso do Sul (PDE/MS), que está investindo US$ 375 milhões (trezentos e setenta e cinco milhões de dólares americanos) de recursos próprios por meio de financiamento do Banco Mundial em obras de pavimentação e reabilitação das rodovias de Mato Grosso do Sul.

O gerente de projetos do Banco Mundial, Eric Lancelot, avaliou como positiva a atuação do Estado na execução das obras. “De maneira geral todo o projeto está indo muito bem. O desempenho de Mato Grosso do Sul é bastante satisfatório. O governo do Estado tem tido um compromisso muito forte com os objetivos desses projetos”, elogiou o gerente.

O governador apresentou as obras dos 3.662 km de pavimentação e recuperação das rodovias que já estão em execução. Puccinelli resaltou que os recursos de contratação de crédito do Bird, somados ao montante disponibilizado para empréstimos pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) de R$ 1.090.500.000,00 estão sendo investidos em obras viárias, construção e ampliação de unidades universitárias, construção de hospital e apoio aos Arranjos Produtivos Locais (APPs). “Essas obras serão entregues até o fim do meu mandato que termina em 31 de dezembro de 2014. Com essas obras vamos encurtar distâncias e incorporar áreas a produção”, enfatizou André.

Os representantes da instituição financeira ainda ressaltaram que o Estado possui bons números para “tomada” de novos empréstimos e demonstraram interesse em estender a parceria do Banco com o governo. “Estamos numa fase muito preliminar, mas existe a possibilidade de o Governo do Estado fazer um financiamento adicional para realizar outros projetos”, detalhou Eric Lancelot ao informar que o montante pode chegar até US$ 100 milhões (de dólares).

O governo do Estado vai realizar estudos de viabilidade econômico-financeira para contratação de novos empréstimos com Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento. Puccinelli disse o Estado possui projetos para execução de novas obras. “O governo do Estado tem vários estudos preliminares prontos e na próxima semana vamos fazer uma análise minuciosa para verificar aonde podemos poderemos aplicar e se temos condições para utilizar este aditivo que o Bird esta nos oferecendo”, reforçou o governador.

Conforme o coordenador de Operações Setoriais do Banco Mundial, Paul Kriss, o Bird possui uma linha de financiamento chamada Crédito Ativo que permite que os Estados deem inícios aos seus projetos mesmo antes de aprovar o financiamento. “Se tem o estudo as obras podem começar. O banco permite que as obras tenham início e vá executando até 20% do projeto antes da aprovação. Como Mato Grosso do Sul já tem um bom desempenho podemos utilizar este crédito até aprovarmos os novos projetos. Se todos os governadores fossem perspicaz como o deste Estado o banco não teria problemas em executar nenhuma obra”.

A reunião com os representantes do Banco Muncial contou ainda com a vice-governadora, Simone Tebet; o secretário de Transportes e Obras Públicas, Edson Giroto; representantes da Agesul e do Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento.

(*) Com informações de Notícias MS

O gerente de projetos do Banco Mundial, Eric Lancelot, avaliou como positiva a atuação do Estado na execução das obras (Foto: Edemir Rodrigues)

Comentários