15/10/2013 15h24 – Atualizado em 15/10/2013 15h24

Município recebe exposição “Três Lagoas, da Celulose ao Progresso”

A Prefeitura de Três Lagoas, por meio do Departamento de Cultura divulga e apoia a exposição “Três Lagoas, da Celulose ao Progresso” que será aberta na noite desta terça-feira (15), às 19h no saguão da Biblioteca Municipal Rosário Congro.

Da Redação

A exposição retrata que o eucalipto pode ter outros destinos que não seja a fabricação de Celulose, uma vez que ele também tem seu espaço na Arte, onde entra como componente fundamental na transformação de matéria “in Natura” em obras de arte através da “Pintura a Óleo”.

O evento faz parte do projeto “Arte no Bairro”, coordenado pela artista Visual Nilva Barrozo. O projeto é patrocinado pela empresa Fibria e Instituto Votorantim e realizado pela Casa da Cultura de Três Lagoas.

PROJETO

A ação social atenderá até dezembro cerca de 250 jovens, na faixa etária de 12 a 29 anos. Atualmente, as aulas são realizadas no Bairro Guanabara, na Capela São Pedro, bem como suas adjacências: São João, Parque São Carlos, Vila Haro, Jardim das Violetas, Jardim das Orquídeas, Santa Luzia e Vila Verde. O projeto possui um segundo pólo, que é o Centro Comunitário Vicente Leão, localizado no Bairro JK, possibilitando atender simultaneamente este bairro, assim como regiões próximas.

FIBRIA

A empresa Fibria Celulose S/A, mantém pelo seu 4º ano consecutivo parceria com a Casa da Cultura de Três Lagoas na implantação de iniciativas Socio-culturais, buscando o desenvolvimento sustentável.

Líder mundial na produção de celulose de eucalipto, a Fibria possui capacidade produtiva de 5,25 milhões de toneladas anuais de celulose, com fábricas localizadas em Três Lagoas (MS), Aracruz (ES), Jacareí (SP) e Eunápolis (BA), onde mantém a Veracel em joint venture com a Stora Enso. Em sociedade com a Cenibra, opera o único porto brasileiro especializado em embarque de celulose, Portocel (Aracruz, ES).

CASA DA CULTURA

A Casa da Cultura é uma Organização não governamental fundada por Juarez Mancini, no município de Três Lagoas no ano de 1981. Desde o início teve o objetivo de levar à comunidade o acesso as Artes e a Cultura.

A partir de 2004, houve uma mudança em sua filosofia, passando dar a devida atenção aos moradores de bairros periféricos, de difícil acesso as manifestações culturais e as crianças e jovens portadores de necessidades especiais. Desde então, projetos sociais e artísticos tem se levantado para atender a demanda existente em todas as áreas culturais.

(*)Com informações de Assecom Prefeitura de Três Lagoas

O evento faz parte do projeto

Comentários