19/09/2017 13h49

Outros jogadores do Paris Saint Germain teriam impedido os dois de “saírem no tapa”.

Ygor Andrade

A vida do atacante Neymar Jr. no Paris Saint Germain não vai ser tão fácil assim. Pelo menos não em relação a um de seus companheiros de equipe, o uruguaio Edinson Cavani. Os dois já protagonizaram um “pequeno desentendimento” na vitória por 2 x 0 contra o Tolouse, pelo campeonato Francês.

Em uma cobrança de falta, Neymar quis cobrar e Cavani não ia deixar, até que o também brasileiro Daniel Alves interviu e entregou a bola nas mãos do atacante brasileiro. Pouco depois, Neymar quis cobrar uma penalidade, mas Cavani também não deixou e errou ao cobrar.

Nos vestiários, mesmo com a vitória, o clima não ficou muito amigável entre os jogadores, que tiveram que ser contido por seus colegas de equipe para não chegarem às vias de fato. Marquinhos e Daniel Alves foram os responsáveis por evitar a briga entre os dois.

Cavani saiu pela porta dos fundos, sozinho e sem falar com a imprensa, enquanto Neymar teria ficado conversando com seus amigos no vestiário.

Segundo alguns jornais esportivos ao redor do mundo, Neymar já teria pedido a diretoria do PSG para que o elenco não conte mais com o centro-avante uruguaio.

A diretoria do PSG não confirma e nem desmente a veracidade do pedido de Neymar, mas o clima entre os jogadores já está insustentável. O Técnico Unai Emery disse que “os dois são bem grandinhos para resolver seus problemas. Se não forem, eu resolverei por eles”.

Daniel Alves tira a bola das mãos de Cavani e entrega a Neymar. (Foto: Reprodução vídeo)

Comentários