24/10/2018 15h47

Fibria: Gestão segue independente até fechamento de fusão com Suzano

"Não muda nada. Continuamos dando nosso melhor, batendo recordes, buscando a máxima eficiência", afirmou o presidente da empresa

 
Redação

A Fibria seguirá com gestão e operação independentes até o fechamento da operação com a Suzano Papel e Celulose, disse o presidente da Fibria, Marcelo Castelli.

Em teleconferência com jornalistas no dia do balanço da empresa, o executivo disse que "a Fibria, que é uma empresa de capital aberto, segue operando e gerindo o negócio de forma totalmente separada". "Não muda nada. Continuamos dando nosso melhor, batendo recordes, buscando a máxima eficiência", afirmou.

Castelli lembrou que os acionistas das duas companhias já aprovaram a transação, assim como autoridades antitruste dos Estados Unidos, China e Turquia. O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) já emitiu parecer favorável, sem restrições, mas o momento é de recebimento de eventuais recursos. Depois dessa etapa, o Cade se manifestará definitivamente.

"O processo de análise também já está em curso na Comunidade Europeia", afirmou, acrescentando que não pode dar outros detalhes sobre a transação.

Também na teleconferência, o diretor comercial da Fibria, Henri Philippe Van Keer, disse que o preço médio da celulose em 2019 deve ser superior ao deste ano, diante de sinais positivos para a demanda, entre outros pontos.

(*) Valor Econômico

Envie seu Comentário