10/09/2018 09h54

Jovem vítima de câncer é enterrada com honras militares pela PM de Três Lagoas

Sonho de Jheniffer Luana era ser Policial Militar

 
Gisele Berto
O sonho de Jhennifer era ser Policial Militar. Foto: Arquivo Perfil News. O sonho de Jhennifer era ser Policial Militar. Foto: Arquivo Perfil News.

Uma menina com um sonho: Jheniffer Luana, 16 anos, queria ser policial militar. Tanto que, no início deste ano, ela havia visitado o 2º Batalhão da PM de Três Lagoas e foi recebida com um café da manhã pela equipe do Major Ênio de Souza.

Mas, no meio deste sonho, havia um empecilho: a jovem lutava contra um câncer que atingiu a região da boca, descoberto em 2016.

No ano passado Jheniffer passou por uma cirurgia em Barretos e comemorava a recuperação. Entretanto, o câncer voltou com força e levou os sonhos dela.

No último sábado, o câncer venceu. Quando soube da triste notícia, Major Ênio decidiu que a menina precisava ser enterrada como uma policial militar, pois era assim que ela se enxergava. "Futura Policial Militar", estava na descrição do seu facebook.

E assim foi feito. O 2º BPM organizou o velório, dedicou uma coroa de flores e uma equipe de policiais conduziu o caixão, escoltado por duas viaturas com as sirenes ligadas.

Quando o caixão entrou no cemitério, e ao aproximar da sepultura, foi feita a Ordem Unida, a formação habitual de marcha da Polícia Militar, em homenagem à jovem. Um policial tocou a canção Silêncio, numa forma de prestar reverência à jovem.

O caixão foi coberto com uma camiseta da Rotai e som da corneta se calou.

Envie seu Comentário