12/11/2018 15h21

Mesmo com chuva cerca de 500 alunos participaram no sábado dos Jogos Abertos Educacionais da SEMEC

Programa incentiva a prática do esporte, por meio de atividades lúdicas premiando os alunos participantes

 
Redação
 
Entre os esportes praticados estavam Atletismo com 50, 100 e 400 metros; 100 metros com barreiras; revezamento 4 por 100 misto; lançamento de dardo (macarrão de piscina); lançamento de martelo e salto em distância. (Foto/Assessoria) Entre os esportes praticados estavam Atletismo com 50, 100 e 400 metros; 100 metros com barreiras; revezamento 4 por 100 misto; lançamento de dardo (macarrão de piscina); lançamento de martelo e salto em distância. (Foto/Assessoria)

Cerca de 500 alunos e 150 professores de 14 Escolas Municipais de Três Lagoas participaram no último sábado (10), no Estádio da ADEN, da segunda edição dos Jogos Abertos Educacionais (JAES), realizados pela Secretaria Municipal de Educação e Cultura (SEMEC). O JAES incentiva a prática do esporte, por meio de atividades lúdicas premiando os alunos participantes.

Segundo o coordenador do Núcleo de Educação Física, Semy Elias, "o evento tem como objetivo mostrar para as crianças que existem diferentes modalidades e ensiná-las que, além de ser possível criar novos esportes, podemos aprender com cada um deles", disse.

Entre os esportes praticados estavam Atletismo com 50, 100 e 400 metros; 100 metros com barreiras; revezamento 4 por 100 misto; lançamento de dardo (macarrão de piscina); lançamento de martelo e salto em distância.

Os alunos participaram também de atividades ligadas a futsal e tapembol, crossfit lúdico, circuito de aventura e jogos.

PROGRAMA

O programa trabalha a prática do esporte educacional, com princípios norteadores que visam a educação integral da criança e adolescente, por meio de atividades que ofereçam oportunidades iguais para todos, cada um de acordo com sua habilidade] premiando mais de 90% dos participantes.

"Nosso intuito é mostrar para as crianças que não precisam desistir na primeira derrota. Nas atividades eles têm a oportunidade de continuar tentando ou receber a premiação pela participação e isso os motiva e os inspira a continuar tentando", disse Semy.

Em algumas atividades os alunos puderam opinar sobre as regras e tomar decisões em nome das equipes. "As regras são construídas com a participação coletiva de todos os envolvidos, então o árbitro não tem a palavra final. As sugestões dos atletas são consideradas em vários momentos", explicou Semy.

PREMIAÇÃO

Nesta segunda edição foram entregues 405 medalhas, das quais 135 de ouro, 135 de prata e 135 de bronze e 78 troféus.

(*) Assessoria de Comunicação

Envie seu Comentário