14/05/2019 10h07

Sem receber, trabalhadores cruzam os braços e paralisam as obras do Hospital Regional

Homens alegam que salário não caiu na conta no último dia 8 e empreiteira contratada pela construtora responsável pela obra afirma que não recebe há três meses

 
Gisele Berto
Trabalhadores estão em frente ao Hospital Regional e dizem que só voltam ao trabalho quando o dinheiro estiver na conta. Foto: Ricardo Ojeda Trabalhadores estão em frente ao Hospital Regional e dizem que só voltam ao trabalho quando o dinheiro estiver na conta. Foto: Ricardo Ojeda

As obras do Hospital Universitário, em Três Lagoas, foram paralisadas por tempo indeterminada pelos trabalhadores, que alegam estar sem receber salários.

A reportagem do** Perfil News** esteve no canteiro de obras e conversou com os trabalhadores. Cerca de 100 homens participam do movimento. Eles informam que não receberam o salário que deveria ter caído no último dia 8 (quinto dia útil).

Os funcionários são contratados por uma empreiteira, que recebe da construtora Sial - responsável pela obra licitada pelo Governo do Estado.

Contando apenas com o salário, sem nenhum benefício extra, os trabalhadores alegam que falta alimento, gás e remédios em suas casas e alguns já atrasaram o pagamento de pensão alimentícia.

Segundo um dos funcionários, ouvido pela reportagem, "o patrão diz que não recebe há três meses da Sial e estava colocando dinheiro do bolso, mas o bolso não aguentou".

Os trabalhadores dizem que só voltarão ao trabalho quando o dinheiro estiver na conta.

O Perfil News procurou o Secretário de Saúde, Geraldo Resende. Por meio de sua assessoria, o Secretário afirmou pediu mais informações ao seu chefe de gabinete e que está se inteirando do caso, antes de se pronunciar.

Envie seu Comentário