12/02/2019 15h08

Simone Tebet deve assumir a CCJ, comissão mais importante do Senado

Presidente do Senado, Alcolumbre se reuniu com líderes partidários na residência oficial. Dono da maior bancada, o MDB comandará três comissões, inclusive a CCJ.

 
Redação
Senadora Simone Tebet, reprodução Youtube Senadora Simone Tebet, reprodução Youtube

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), anunciou nesta terça-feira (12) a distribuição da presidência das comissões temáticas da Casa. O anúncio foi feito após reunião de líderes na residência oficial do senador do DEM.

Segundo o presidente do Senado, o MDB ficará com a presidência da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), considerada a comissão mais importante da Casa. A titular deve ser a senadora três-lagoense Simone Tebet, cujo nome ganhou força durante a queda de braço com Renan Calheiros.

Em entrevista ao Perfil News em agosto de 2018, quando perguntada se desejava a Presidência do Senado, Tebet desconversou e disse que queria mesmo a CCJ, que era onde estaria o poder da caneta e onde ela "podia realmente ajudar"

A CCJ é responsável pela análise dos principais projetos, de propostas de emenda à Constituição (PECs), como a reforma da Previdência, e texto que fazem, por exemplo, alterações na legislação penal.

Além da CCJ, o MDB também comandará a Comissão Mista de Orçamento, colegiado composto por deputados e senadores e responsável por analisar projetos orçamentários da União, como o Plano Plurianual, a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) e a Lei Orçamentária Anual (LOA).

Outra comissão que ficará sob comando do MDB será a de Educação.

Dois partidos comandarão duas comissões cada no Senado: PSD e PSDB.

De acordo com Alcolumbre, o PSD ficará com as comissões de Assuntos Econômicos (CAE) e de Relações Exteriores (CRE).

Já o PSDB terá o comando das comissões de Desenvolvimento Regional (CDR) e de Fiscalização e Controle (CFC).

A escolha dos presidentes de cada comissão se dará, segundo Alcolumbre, por "aclamação", já que houve acordo entre os líderes para a composição do comando dos colegiados.

"Hoje nessa reunião, em mais uma reunião de discussão das composições, se chegou a um consenso na votação das 13 comissões do Senado Federal no dia de amanhã. Já estou encaminhando para os líderes, para que eles possam fazer, não só os líderes, mas o bloco, a indicação dos seus membros em todas as comissões pra que a gente possa fazer amanhã, não a votação, mas a aclamação dos presidentes e vice-presidentes das 13 comissões do Senado", disse Alcolumbre ao final da reunião.

*Com informações do G1

Envie seu Comentário